Negócios em Foco

Sete passos para a Transformação Organizacional na empresa


São Paulo - SP 05/10/2020 10h13

Heitor Roriz, especialista em gestão corporativa e treinamento Ágil, CEO da Massimus, destaca que o objetivo é guiar organizações rumo a um modelo de gestão radical próprio

Divulgação

Adaptabilidade é a palavra de ordem nas corporações. E neste ano, mais do que nunca, a repentina chegada da pandemia mostrou a importância de se transformar rapidamente para se adequar e permanecer no mercado. Para Heitor Roriz, CEO da Massimus –uma das principais referências brasileiras quando se trata de Scrum e Agile-, tendo em vista esse cenário altamente dinâmico, incerto e cada vez mais desafiante ao status quo, a Transformação Organizacional chega com a proposta de guiar organizações rumo a um modelo de gestão radical próprio. “A tônica é tornar a companhia mais adaptativa”, explica Roriz, que também é Mestre em Tecnologia da Informação pela Universidade de Stuttgart, na Alemanha, especialista em gestão e treinamento Ágil.

O CEO da Massimus aponta sete passos primordiais para uma empresa iniciar seu projeto de Transformação Organizacional. São eles:

1. Treine o C-Level sobre os impactos que a transformação organizacional tem dentro da empresa. Além desses impactos, é preciso capacitar sobre o pensamento sistêmico e, a partir daí, será possível entender que a transformação começa dentro da cabeça das pessoas.

2. Crie um novo modelo de gestão da empresa, definindo bem qual será ele; como será a nova “cara” da companhia; como será a governança, entre outras definições que precisam ser claramente delineadas. Para isso, é preciso ter auxílio de profissionais especializados para aplicar um modelo padrão de transformação organizacional, capazes de identificar aquele que mais se adeque ao perfil da empresa.

3. Eleja métricas de validação da transformação. É fundamental entender que se trata de um projeto com começo, meio e fim. E as métricas vão demonstrar os resultados das mudanças e todo o seu processo.

4. Aloque recursos para treinar agentes de transformação. Esses agentes são chamados geralmente de Agile Coaches. É preciso treinar esses profissionais internamente e, para isso, estabelecer um budget exclusivo. Eles serão fundamentais para que o novo modelo de gestão seja sustentável.

5. Crie a Academia Agile Organizacional. Nela, serão capacitados profissionais, em mudança de mindset e estrutura organizacional, para dar sustentabilidade ao projeto de transformação. Ela quem vai preparar as pessoas para a nova gestão.

6. Treine ou contrate agentes de transformação para o kick off, são os Enterprise Coaches. É preciso incorporar pessoas que tenham conhecimento prévio desse novo modelo de gestão para agir em nível organizacional, que entendam de administração em todas as suas áreas, como o RH, o financeiro, o jurídico, a entrega do serviço em todas as pontas, bem como conheçam sobre Agile e padrões organizacionais.

7. Aloque um Product Owner e delineie um roadmap para se ter um overview geral dos entregáveis e da duração do processo de mudança.

“Não há transformação organizacional se não houver mudança na base. O momento é de ousar e criar novas soluções. Mas antes de tudo é necessário capacitar a equipe e garantir que todos entendam o processo e a necessidade da nova organização”, ressalta Roriz.

A Massimus atua há mais de dez anos no Brasil e no exterior com Transformação Ágil, sendo pioneira em oferecer produtos e serviços de maneira inusitada a executivos e corporações.

São mais de 10 mil profissionais formados e centenas de empresas em todo território nacional, América Latina, Europa, Estados Unidos e Índia. “Nossa missão é humanizar o mundo corporativo e capacitar profissionais através de cursos de Transformação Organizacional nas áreas de gestão de mudanças, gestão executiva, de projetos e produtos”, explica Roriz.

O CEO da Massimus atua como Agile Coach and Trainer em todo o mundo. É especializado em Agile desde o final de 2004 e, além de abordar o tema em conferências Agile/Scrum, Lean Six Sigma e PMI, é fundador de vários grupos de usuários com o tema Scrum.

Roriz possui know-how de 26 anos na indústria como gestor e desenvolvedor de software. Colaborou com diversas empresas na formação de profissionais e nos projetos de Transformação Ágil de grandes corporações brasileiras e multinacionais.

A Massimus foi fundada em 2007, com sede em São Paulo, e por conta da pandemia e do distanciamento social, a empresa também se reinventou em período recorde de duas semanas para oferecer cursos e treinamentos 100% online, medidas que permanecerão durante o “novo normal”.

Mais informações pelo site www.massimus.com e através das redes sociais Instagram e Facebook @massimusct.

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com