Negócios em Foco

Dia Livre de Impostos movimenta Belo Horizonte


Belo Horizonte 01/06/2020 15h38

Ação-manifesto, que nasceu na capital mineira, está sendo realizada em 69 cidades de 16 estados brasileiros. Mais de 500 lojas de variados segmentos estão confirmadas para a mobilização

Belo Horizonte, 1º. de junho de 2020 – Na próxima quinta-feira, 4, os consumidores de todo o país poderão adquirir produtos e serviços sem os valores dos impostos. Neste dia será realizada a 14ª. Edição do Dia Livre de Impostos (DLI), ação idealizada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) e pela CDL Jovem e que como objetivo conscientizar a população quanto aos altos índices de impostos sem retorno do dinheiro para o cidadão. Há quatro anos ação passou a ser realizada em outros estados brasileiros, com o apoio da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Esse ano já são 69 cidades participantes de 16 estados brasileiros. Devido à pandemia da Covid-19 e às medidas de isolamento e de distanciamento social, o DLI será totalmente online.

Em Belo Horizonte, 210 empresas, de diferentes segmentos, já confirmaram participação do Dia Livre de Impostos. São drogarias, perfumarias, supermercados, autoescola, escola de idiomas, lojas de material de construção, pet shop, lojas de calçados, roupas e acessórios, entre outras, que comercializarão produtos e serviços sem o valor dos impostos. A lista completa de empresas e produtos pode ser consultada no site www.dialivredeimpostos.com.br

“Além de protestar contra a alta carga tributária e cobrar o retorno efetivo dos impostos para a sociedade em forma de investimentos em serviços essenciais, como saúde e educação, esse ano, em função da pandemia do Coronavírus, o sistema tributário tornou-se um assunto inadiável para discussão”, afirma o presidente da CDL/BH, Marcelo de Souza e Silva. “O setor privado já vinha sendo sacrificado por um modelo fiscal que pune quem gera emprego no Brasil e que, agora, com a pandemia do Covid-19, sente-se duplamente prejudicado. A perspectiva do fechamento de milhares de empresas, a burocracia tributária e o baixo retorno dos impostos pagos, leva à necessidade urgência do avanço da agenda da Reforma Tributária”, completa. Segundo o Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), as empresas no Brasil gastam, em média, 2.000 horas por ano para vencer a burocracia tributária, sendo considerado o único país em que se gasta mais tempo calculando e pagando tributos do mundo.

O retorno dos impostos para a sociedade, em forma de serviços essenciais, é outro dado alarmante no Brasil. De acordo com o IBPT, em um ranking de 30 países, o Brasil é o 14º que mais arrecada imposto e o último que melhor retorna o dinheiro para a população. “A carga tributária brasileira está entre as mais elevadas do mundo. Só para se ter uma ideia do peso dos impostos na vida da sociedade, o brasileiro trabalha em média 153 dias por ano, o que corresponde a cinco meses, só para pagar impostos”, ressalta o presidente da CDL/BH.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com