Negócios em Foco

TECONOGIA E INOVAÇÃO A SERVIÇO DA VIDA


Rio de Janeiro 24/09/2019 13h00

Plataforma de tratamento agudo do sangue será o destaque da B. Braun no Congresso Paulista de Nefrologia

Divulgação - B. Braun

A atividade renal é uma das principais funções do corpo humano. Uma falha no sistema renal altera, significativamente, a vida de um paciente levando-o a adicionar sessões de diálise em sua nova rotina. Dados de uma pesquisa realizada pela B. Braun do Reino Unido revelam que, anualmente, cerca de 250 casos de insuficiência renal aguda ocorrem a cada um milhão de indivíduos. A terapia de substituição renal contínua (CRRT) é a modalidade de diálise que trata de pacientes hospitalizados em uma unidade de tratamentos intensivos (UTI), criticamente doentes, que apresentam lesão renal aguda (LRA). Em função das inúmeras particularidades, o cuidado voltado ao suporte renal desse paciente vem se transformando pouco a pouco e, cada vez mais, é preciso ter equipamentos dedicados à essa tarefa.

A B. Braun vem implementando, há cerca de uma década no Brasil, formas mais eficazes para a terapia de substituição renal. O resultado desse trabalho é a máquina Omni, que oferece ao mercado brasileiro soluções completas para o cuidado de pacientes graves, e pacientes com lesão renal aguda que estejam, principalmente, em ambiente de terapia intensiva; e pacientes que necessitam de uma terapia mais precisa – os que não suportam ou toleram as terapias tradicionais de diálise em UTI.

A Omni é uma plataforma para terapias de depuração de sangue extracorpórea, que além de hemodiálise, é capaz de realizar outras terapias, como, por exemplo, ultrafiltração contínua, hemodiafiltração, terapias de adsorção, plasmaférese e até terapias de suporte pulmonar, como a recaptação de CO2 e conexão com outras plataformas como a ECMO. Ou seja, em único sistema, a Omni proporciona flexibilidade, segurança, performance e usabilidade de forma ágil e simplificada.

“O primeiro benefício da Omni é a usabilidade nesse ambiente. Profissionais de saúde, envolvidos nesse processo, podem prescrever e se conectar a um paciente em poucos minutos, mesmo sendo recentemente treinados à plataforma. Sua interface com usuário é intuitiva e traz com ela mais de duas décadas de desenvolvimento com o conhecimento adquirido pela B. Braun em suas outras plataformas. Esses pacientes são comumente instáveis e a precisão que equipamentos tradicionais conferem a eles é muito baixa, por vezes, até desconhecida e negligenciada. A Omni possui um software que gerencia isso, inclusive, gerando ações automáticas que nenhum outro sistema do mercado dispõe”, explica Rubens Lodi, Médico Nefrologista e Consultor B. Braun.

Lodi ainda ressalta que a Omni conta com uma facilidade de aprendizagem operacional. “Treinamos médicos e enfermeiros dentro do ambiente tenso de uma UTI. Nesses hospitais, há uma demanda imediata para esses pacientes, e esse tratamento pode significar a chance de recuperação e de vida para eles”. Na Europa, esse equipamento já existe. As melhorias nos processos de treinamento em equipes com alto turnover e no suporte dedicado aos pacientes, com menor trabalho para a equipe médica e de enfermagem, são as primeiras evidências percebidas.

“A Omni representa, claramente, uma liderança da B. Braun no segmento de diálise, trazendo tecnologia de ponta, dos padrões mais exigentes da Europa para o Brasil. Entendemos que ao oferecer o que temos de melhor, nossos clientes e pacientes sentem-se seguros e valorizados. Além disso, temos a certeza de que estamos colocando em prática a visão do nosso negócio – proteger e melhorar a saúde das pessoas ao redor do mundo”, aponta Rodrigo Barroso, diretor da divisão B. Braun Avitum.

Já para atender às necessidades de pacientes crônicos, a B. Braun traz, em primeira mão, a exposição da máquina Dialog IQ, que foi recentemente lançada na Europa. “Essa máquina desafia o pensamento atual das práticas de diálise. O sistema do Dialog IQ é o único com temperatura, perfil de dialisato e heparina. A máquina fornece informações aprimoradas sobre a condição hemodinâmica, possui um software amigável, feedback ativo, rastreio da terapia, e chamada de risco de hipotensão”, explica Lodi.

“Outro diferencial desse produto é seu dialisador. O filtro Xevonta apresenta excepcionais valores de clearance para moléculas pequenas e médias, associando a isso à sua única capacidade de reter albumina, protegendo o paciente em seus caracteres nutricionais. Isso mostra a sofisticada seletividade desse filtro, que tem ainda excelentes características de priming e eliminação de ar. O design em forma de “X”, com área expandida junto aos cabeçotes, e a densidade apropriada da embalagem, propiciam uma distribuição consistente e homogênea do fluido de diálise no dialisador”, finaliza o especialista.

A B. Braun traz ainda, como novidade para as terapias de renais crônicos, o kit para uso único, que junto às linhas arteriais e venosas Diastream e o dialisador de excelente performance Diacap Pro, compõem um portfólio extenso e flexível, para atender às diversas necessidades do mercado brasileiro.

Todos os produtos estarão disponíveis para apresentação ao público no estande da B. Braun, no XX Congresso Paulista de Nefrologia, que acontece entre 25 e 28 de setembro em Atibaia, SP.

Serviço

Congresso Paulista de Nefrologia

Realização: Sociedade Brasileira de Nefrologia

Data: 25 a 28 de Setembro de 2019

Local: Bourbon Atibaia Convention Center – Atibaia, SP

Estande B. Braun Brasil


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com