Negócios em Foco

A relação entre tratamentos dentários e confiança


São Paulo - SP 26/07/2018 09h48

Sorriso é tudo. A frase pode até ser bem clichê, muito embora represente uma verdade absoluta. Manter os dentes saudáveis faz bem para a nossa autoestima e contribui para o nosso sucesso profissional. Além disso, representa saúde e boa qualidade de vida. Ao contrário, dentes estragados são portas de entrada para doenças que podem se tornar graves. Sem falar da dor, pois só quem já sofreu deste incômodo sabe como ela é intensa e aguda. Aliás, dentes deteriorados podem ser retirados e substituídos por outros artificiais. Mas nada das incômodas dentaduras. Em caso de necessidade, prefira o implante dentário.

Chegar ao extremo do implante dentário pode ser evitado com uma boa e contínua saúde bucal. Escovar os dentes pelo menos três vezes ao dia, com o auxílio do fio dental, é uma orientação básica. Mas infelizmente, nem todos têm esta rotina. Sem contar de algumas doenças que enfraquecem os dentes – como tratamento de quimioterapia – que acabam afetando a saúde deles.

Vá sempre ao dentista

É importante ir ao dentista constantemente. Em alguns casos, uma limpeza profissional – para a retirada de tártaro e aplicação de flúor – é recomendada a cada seis meses. Para algumas pessoas, uma vez por ano já é suficiente. Apenas o profissional dentista será capaz de determinar a periodicidade mais adequada para a sua necessidade.

A rotina de ir ao dentista, aliás, deve ser encarada como algo natural. Porém ainda há muitas pessoas que procuram o profissional apenas em caso de dor. Há extremos de a situação está tão grave que apenas o ​implante de dente resolverá o problema.

Estética e autoestima

Mas o dentista não deve ser encarado como algo a ser buscado apenas na emergência. Manter o sorriso bonito faz muito bem as nossas vidas. E há alguns procedimentos estéticos que contribuem para esta finalidade.

O clareamento dentário é um deles. Não custa caro, embora o preço varie muito conforme a região do país. O mais barato, normalmente, é o clareamento feito à base de um gel específico. Neste caso, o dentista vai moldar a boca do paciente para modelar uma estrutura de silicone. À noite, antes de dormir, o paciente vai aplicar este gel e colocá-lo na boca. Os dentes serão cobertos por esta estrutura, como se estivessem encapados. Em poucas semanas, os dentes tornam-se mais brancos.

Existe ainda o clareamento à laser, que costuma ser efetivo em até uma sessão. O dentista também é o responsável pelo procedimento, que tem prós e contras. Favorável é o resultado quase que instantâneo. Entretanto, chega a ser até quatro vezes mais caro que o clareamento à base de gel. Sem contar que pessoas com dentes sensíveis podem sentir dor durante e depois do processo.

Aparelhos dentários

Os aparelhos podem ser utilizados tanto por uma finalidade estética como também médica. Isso porque há dentes que nasceram com deformações ou extremamente tortos, que acabam prejudicando a vida das pessoas em vários aspectos. Como no caso da alimentação e até da fala.

Há vários tipos de aparelhos dentários, cada um com sua finalidade. De um modo geral, eles podem ser móveis ou fixos. Os primeiros são usados em tratamentos como mordidas irregulares. Já os fixos são importantes para o alinhamento e a reorganização de espaços entre os dentes.

O custo vai depender do tempo de tratamento, que pode levar meses ou anos. Em média, a taxa de manutenção mensal é de R$ 150, mas o valor varia conforme a região do país.

Implante dentário

Em primeiro lugar, implante não dói. E não é vergonha buscar auxílio de um dentista para passar por isso. Ao contrário, o implante de dente deve ser encarado como um aliado na busca pelo bem estar e autoestima.

Funciona assim: o dente deteriorado, caso ainda esteja na boca, é extraído e na gengiva é feita uma abertura para a fixação de uma placa de titânio sobre o osso da mandíbula. Esta placa funciona como um parafuso, que vai dar sustentação ao dente artificial.

Todo o processo é feito em clínica, por um cirurgião-dentista, e dura cerca de uma hora por dente, podendo ser mais rápido ou mais demorado, dependendo do caso. O paciente recebe anestesia local, que afasta a possibilidade de dor.

Após a colocação desta placa, é preciso aguardar cerca de quatro meses para que ela se firme no osso maxilar. Muito embora há casos em que já seja possível inserir a prótese – de resina ou porcelana – imediatamente. Isso vai depender muito da saúde bucal encontrada.

Em alguns pacientes, por exemplo, o osso da mandíbula não está firme o suficiente para receber a placa de titânio. Se isso ocorrer, será preciso colocar enxerto, o que prolonga um pouco mais o tratamento.

Custo do implante de dente

Assim como outros tratamentos estéticos, o custo varia conforme a região do país e a demanda de cada paciente. Buscamos o preço da SB Ortoimplante, do Rio de Janeiro, que é referência em implantes dentários e outros procedimentos ortodônticos. Nesta clínica, o preço médio pode variar entre R$ 950 e R$ 3.000 por dente.

Vale lembrar, porém, que é possível parcelar o investimento em cartão de crédito ou cheque, para tornar o implante dentário acessível a todos.

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com