Negócios em Foco

Expansão da AgriRede cria central de negócios nacional, focada nos distribuidores de insumos agropecuários


São Paulo - SP 29/07/2018 18h20

Em geração de negócios, o ciclo anterior (safra 17/18) era de R$ 250 milhões. Com o fortalecimento da AgriRede, o próximo ciclo (18/19) passará para R$ 400 milhões em volume de negócios

Oswaldo Abud Rocha Filho, presidente da AgriRede - Divulgação

A cadeia de distribuição de insumos agropecuários brasileiro passa a contar com uma associação focada em negócios e gestão. Na quinta-feira passada, (26/07), a estrutura nacional da AgriRede foi formalizada em evento para realizado em São Paulo, para cerca de 200 profissionais do setor e uma ampla cadeia de empresas de produtos e serviços que compõem a iniciativa.

Oswaldo Abud Rocha Filho, presidente da AgriRede, explica que a central de negócios é uma realidade e fortalece os negócios. “Começamos no Centro-Oeste há dois anos, com 35 grupos empresariais que se dedicaram a identificar as reais necessidades de todos. Hoje, comemoramos a chegada nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste, totalizando agora 49 grupos e nos próximos anos devemos expandir ainda mais”, analisa.

A AgriRede nasceu de uma conjuntura socioeconômica que envolve o agronegócio. Frente a um mercado agrícola em intensa transformação, iniciado com as fusões e as aquisições entre companhias, confirmadas primeiramente na indústria, os canais de distribuição de insumos agropecuários seguem pelo mesmo caminho, com vários exemplos de negócios bem-sucedidos que envolvem a injeção de capital externo e mudanças em seus modelos de gestão.

Idealizada por um grupo de empresários de Goiás e Mato Grosso, a AgriRede surgiu em 2016 justamente com uma inovadora ideia de propor ao setor um novo desafio, de olhar estas transformações por diferentes perspectivas e, assim, lidar com as adversidades de maneira proativa. “Chegamos ao entendimento de que a melhoria nos processos de gestão, padronização e compartilhamento de custos seriam boas opções no aumento de nossa competitividade, proporcionando ao mesmo tempo, maior relevância e solidez aos nossos fornecedores e ganhos expressivos na qualidade de atendimento dos nossos clientes”, analisa Abud.

O faturamento somado dos 35 grupos que iniciaram a AgriRede no Centro-Oeste era de R$ 3 bilhões (aquisição de insumos e originação de grãos na safra 17/18). Agora, com a entrada inicial de 14 novos grupos econômicos das regiões Nordeste, Sul e Sudeste – totalizando 49 grupos – o faturamento passa para R$ 3,75 bilhões (aquisição de insumos e originação de grãos 18/19).

Em geração de negócios, o ciclo anterior (safra 17/18) era de R$ 250 milhões. Com o fortalecimento da AgriRede, o próximo ciclo (18/19) passará para R$ 400 milhões em volume de negócios (aquisição de insumos, contratação de seguros, consultoria, locação e aquisição de carros e originação de grãos).

“Trata-se de uma união sem precedentes, um modelo novo e alinhado com o rumo que o mercado de distribuição deve avançar. Será muito improvável o empresário seguir nos negócios sem estar alinhado com as práticas sustentáveis, éticas e de gestão que a profissionalização do agronegócio brasileiro almeja e necessita”, diz Abud.

Embora em regiões muito distintas, a união possibilita diversificar as culturas, com a inserção de hortaliças, frutas, cana, café, pastagens e grãos, atuando do Nordeste ao Sudeste e Sul, trazendo com esta diversificação uma expertise multicultural, um conhecimento ímpar da agricultura nacional e uma integração de soluções para o agricultor brasileiro. “Há uma sinergia entre as unidades de negócio que, embora recente, amplia as condições de compartilhamento de recursos, gestão padronizada e profissionalizada, com auditorias externas, estrutura de governança, qualificação de equipe e dos sócios, levando a um indiscutível foco na gestão das empresas presentes na rede”, diz Salvino Camarotti, Diretor de Relações Institucionais AgriRede.

A AgriRede também está ampliando seus conhecimentos por meio de intercâmbio com outras associações que atuam pelo mundo e que possuem visões similares. “Estas e outras ações estão em andamento. Um exemplo é que já iniciamos entendimento para alinhamento estratégico com grupos dos Estados Unidos, Canadá e alguns países da Europa”, diz Rogério Cabral, Diretor de Relações Internacionais da AgriRede.

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com