Negócios em Foco

Trabalho do Instituto Esporte & Educação (IEE), de Ana Moser, é tema de dissertação na USP


São Paulo 23/04/2020 18h15

Ao longo de três anos, a pesquisadora Luciana Itapema desenvolveu estudo sobre gestão de programas esportivos em organizações sem fins lucrativos e o conceito de Esporte para Todos

Ana Moser e crianças atendidas pelo IEE - Divulgação

Criado em 2001 pela medalhista olímpica Ana Moser, o Instituto Esporte & Educação (IEE) vem trabalhando ao longo dos anos para transformar as vidas de crianças, jovens e adultos, por meio de sua metodologia de esporte educacional. Ao longo desses 20 anos, em todo o Brasil, cerca de 6 milhões de crianças e adolescentes já foram atendidos e 45 mil professores, capacitados. E por esse motivo o IEE foi uma das instituições escolhidas para ser tema de um estudo acadêmico sobre "O Esporte para Todos e a gestão de programas esportivos em organizações privadas sem fins lucrativos".

A gestora do esporte Luciana Itapema foi a autora da dissertação de mestrado, defendida na Escola de Educação Física e Esportes da Educação Física da USP (EEFEUSP). "A escolha do IEE foi justamente por ser uma instituição privada sem fins lucrativos modelar, de caráter social e que possui em seu posicionamento institucional e metodológico o conceito de Esporte para Todos. Por ter atuação relevante no contexto brasileiro, com ações em todo o território nacional, com oferta de programas e ações para todas as faixas etárias", explica Luciana.

Formada em Educação Física e em Administração de Empresas, com ênfase em Marketing, a agora mestre estudou, durante três anos, o IEE e o Sesc São Paulo, onde trabalha há 18 anos. "Resolvi estudar duas organizações semelhantes e que atendiam os critérios estabelecidos, para poder comparar e entender o ´modo de fazer´ delas. E foi bastante interessante estudar o IEE. É uma instituição de relevância para a sociedade brasileira, com um trabalho muito sério e significativo. O Instituto pode ser considerado um caso de sucesso, uma organização que vem crescendo e contribuindo com a sociedade, com uma forte responsabilidade social. Um modelo de sucesso que tem um modo de fazer", afirma a gestora.

"O objetivo principal dessa pesquisa foi explorar e descrever o processo de gestão dos programas esportivos das duas organizações. Do IEE, escolhi o projeto Rede de Núcleos e o Centro Dois Andares". E segundo Luciana, os resultados achados foram bem interessantes. "A pesquisa apontou um importante caminho. Os dados encontrados no IEE dão subsídios consistentes e coerentes para contribuir para um futuro modelo de gestão para organização dessa natureza".

Porém, de acordo com a pesquisadora, ainda há um longo trajeto para ser percorrido no País com o conceito de Esporte para Todos, como o IEE faz há 20 anos. "Acredito que não há uma estratégia nacional de desenvolvimento e um modelo de gestão esportiva genuinamente brasileiro que possa balizar a gestão das organizações, seja qual for a sua esfera. Pesquisas apontam que os investimentos na área esportiva são destinados a ações voltadas ao esporte de alto rendimento, o que me parece ser bastante incoerente frente à realidade social que enfrentamos", conclui.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com