Negócios em Foco

As soft skills crescem cada vez mais e se tornam fundamentais no ambiente de trabalho


São Paulo, SP 21/08/2019 10h30

Artigo de opinião por Sergio Agudo*

Sergio Agudo é o Country Manager da Udemy para o Brasil - Divulgação: Udemy Brasil

Ainda que, dentro do ambiente de trabalho, exista a importância de os profissionais se prepararem na questão técnica e prática, nos dias de hoje é essencial que os colaboradores saibam lidar com deadlines apertados, com conflitos de rápida resolução, com o estresse cada vez mais alto, com comunicação interna e externa, com inteligência emocional, entre outros. Todas essas questões, intituladas soft skills, isto é, habilidades de trabalho que não dependem, necessariamente, de teorias e conhecimentos da área, mas de uma parte mais psicológica e mental, que necessita de respostas rápidas, são fatores que crescem no mercado de trabalho e se tornam cada vez mais importantes para o crescimento de uma empresa, já que os chefes passam a confiar mais em seus empregados.

Isso significa que as companhias passam a enxergar o mercado de outra forma: humanizam seus profissionais e, consequentemente, os colocam mais próximo dos clientes. Uma vez que o empregado se busca melhorar seu lado emocional e psicológico, diminuindo o estresse, preparando-se mentalmente para resolver os problemas e os conflitos e, principalmente, sendo mais feliz com o local em que trabalha, ele passa a valorizar mais o cliente e pode oferecer um serviço melhor, o que gera visibilidade interna e uma possível promoção, além da elevação dos lucros do negócio.

Mas a grande questão que envolve esses fatores é: como se preparar mentalmente para transformar-se em um profissional mentalmente saudável? As soft skills, ou habilidades interpessoais, são as principais respostas e as principais saídas para desenvolver o lado mais subjetivo do ambiente de trabalho. São elas que favorecem a interação entre os funcionários e o constante aprendizado para evolução sadia e harmoniosa na empresa, diminuindo problemas internos que são corriqueiros. Por exemplo, um estudo global feito LinkedIn, com mais de cinco mil recrutadores, mostrou que 92% dos entrevistados enxergam as soft skills com importância igual ou maior que as habilidades técnicas, isto é, os próprios donos de empresas notam que o mercado chegou em sua era emocional e que o futuro se encontra na estabilidade psicológica.

É nesse aspecto que a plataformas de cursos online aparecem no mercado. Além de suprir e complementar os currículos nas questões teóricas e técnicas, atualmente, cada vez mais, a procura por cursos de habilidades interpessoais cresce. Desde cursos como produtividade pessoal a cursos como gestão de conflitos, há cada vez mais uma busca maior por esse tipo de aprendizado e começa a explorar mais a questão do desenvolvimento das relações interpessoais no mercado de trabalho.

Por fim, com toda essa prioridade emocional em que o mercado se encontra, e com a necessidade de se adaptar às questões internas do ambiente profissional, é essencial, tanto para o trabalhador, quanto para os chefes da empresa, de buscar evoluir seu psicológico para, em consequência, desenvolver o negócio.

*Sergio Agudo é o Country Manager da Udemy para o Brasil, maior marketplace global

de ensino e aprendizagem, com mais de 130 mil cursos ministrados e 50 mil instrutores

em mais de 60 idiomas. Ele e sua equipe são responsáveis ​​por trazer uma experiência

única para estudantes e instrutores de língua portuguesa. Sergio tem desenvolvido o

mercado brasileiro na Udemy desde 2015 - primeiro na sede, em San Francisco, e desde

2018 no escritório de São Paulo - e, antes disso, trabalhou na Visa, American Express e

em startups nos Estados Unidos. Ele se formou em Administração de Empresas pela

FGV-EAESP e obteve seu MBA na Thunderbird School of Global Management, nos EUA.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com