Negócios em Foco

Como a facilidade de concessão de vistos para turistas pode melhorar a compra e venda de dólar


São Paulo - SP 24/05/2019 10h18

A compra e venda de dólar pelo câmbio turismo pode ser favorecida com as novas regras de concessão de visto a turistas no Brasil. O acordo – que dispensa a necessidade de visto para entrada no País – foi divulgado pelo Ministério do Turismo, em março deste ano.

Logo, tal medida beneficia turistas americanos, australianos, japoneses e canadenses. Números do Ministério do Turismo apontam que, em 2017, mais de 478 mil turistas dos Estados Unidos chegaram ao Brasil. Após essa mudança, a perspectiva é de que o turismo no País tenha um incremento ainda maior, injetando mais dólares em solo brasileiro.

Então, como isso interfere no câmbio turismo e no sistema de compra e venda de dólar? Bem, isso é o que vamos esclarecer melhor neste post da Levycam – Corretora de Câmbio Online em SP.

— CONCESSÃO DE VISTOS VS COMPRA E VENDA DE DÓLAR

De acordo com a Fecomercio, a dispensa do visto para americanos pode resultar em um volume 4 vezes maior de estrangeiros no Brasil. Assim, a estimativa é que os turistas gastem de R$ 6,4 bilhões anualmente, melhorando o cenário econômico atual.

Ou seja, muitos estrangeiros poderão buscar casas de câmbio brasileiras para trocar dólares por moeda local, elevando a venda de dólar. Portanto, quanto maior o gasto dos turistas, maior quantidade de dólares estará circulando no país. Por consequência, o valor do dólar turismo poderá cair em relação ao valor do real.

Essa é uma notícia boa também para brasileiros que desejam comprar dólar turismo mais barato, a fim de levar a moeda em viagens internacionais.

— COMO SÃO AS REGRAS PARA COMPRA DE MOEDA ESTRANGEIRA?

Os brasileiros que pretendem fazer turismo internacional precisam levar consigo uma quantia de moeda local em espécie. Assim, o ideal é que realizem a compra de dólar ou euro em casas de câmbio autorizadas.

Ademais, todas as regras de compra e venda de moeda são definidas pelo Banco Central. Em suma, a compra de até US$ 3 mil requer que o comprador apresente carteira de identidade válida e seu CPF original. Dessa forma, o agente de câmbio pode registrar a operação no Sistema Integrado de Registro de Operações de Câmbio (Sistema Câmbio).

Em contrapartida, transações que ultrapassem a quantia de US$ 3 mil (ou outra moeda estrangeira) exigem que seja feito um contrato de câmbio. Logo, neste contrato ficam estabelecidas as condições da operação e suas características.

Esse tipo de documento também é registrado no Sistema Câmbio. E vale destacar que essa operação precisa ser efetuada em casas de câmbio autorizadas, como é o caso da Levycam Corretora de Câmbio.

Precisando comprar ou vender moeda estrangeira? Fale com a Levycam – Corretora de Câmbio com anos de expertise no mercado de câmbio.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com