Negócios em Foco

Pandemia acelera digitalização de RHs por empresas: conheça sete passos para um RH ágil 


Florianópolis 06/07/2020 13h40

Ferramentas tecnológicas ajudam a recrutar, integrar, engajar e manter canais de comunicação interna eficazes em tempos de distanciamento social e home office

Ferramentas permitem realizar o onboarding online com a mesma qualidade e eficiência do presencial - Pixabay

A pandemia de coronavírus acelerou a digitalização das áreas de Recursos Humanos, levando mais empresas a adotarem o conceito de RH ágil - um movimento por uma melhor cultura de trabalho, que se adapte rapidamente às mudanças e ajude a construir e dar suporte a uma rede de times capacitados, engajados, independentes e colaborativos.  Com a necessidade de isolamento social, empresas precisaram adotar ferramentas tecnológicas para viabilizar o home office, recrutar, integrar, engajar e manter canais de comunicação interna eficazes a distância. 

O termo ágil, como uma nova forma de trabalho, com processos e metodologias capazes de acompanhar a velocidade das mudanças, não é novidade. Ele começou a se popularizar desde o lançamento do Manifesto Ágil, em 2001. Com a pandemia, ganhou espaço em diferentes áreas, saindo exclusivamente do desenvolvimento de softwares para logística, vendas, marketing e passou a fazer parte do vocabulário de grande parte dos profissionais de RH.

“Os RHs precisaram se adequar rapidamente às novas formas de trabalho, estimulando a agilidade e a melhor comunicação em todas as áreas. Com o distanciamento social, esta área teve de encontrar novas formas de fazer o que já fazia: recrutar, integrar, engajar, capacitar, dar feedbacks em uma nova realidade. Para isso, foi necessário se digitalizar e encontrar tecnologias que permitissem realizar cada um desses processos a distância”, explica a gerente de Pessoas & Cultura do DOT digital group, Ana Paula Baseggio Lehmkuhl.

A empresa, que desenvolve soluções de educação digital e opera com todo o time em home office desde o início da quarentena, há mais de 100 dias, já utilizava muitos desses recursos antes mesmo da pandemia. Já recrutava a distância e tinha canais de comunicação internos digitais, por exemplo. Outros processos precisaram ser adaptados, como o onboarding, que passou a ser 100% online. Nesse período, a empresa já deu as boas vindas e integrou mais de 40 colabores a distância.

"Com o cenário de distanciamento social, o foco deve estar em proporcionar uma experiência sem limitação de tempo e lugar, o que é possível viabilizar por meio de ferramentas que permitem realizar todo o processo com a mesma qualidade e eficiência do presencial", diz a gerente de Pessoas & Cultura da empresa . “A  minha chegada foi 100% online. Além de videochamadas, desde o início tive acesso a materiais de apoio, como manuais internos e aplicativos para estudo. A sensação é de estar começando uma nova faculdade, pois todo o treinamento é focado no meu desenvolvimento e acolhimento”, conta Bruna Kurth, produtora de conteúdo web pleno recém chegada na empresa.

         Ana Paula explica que o DOT digital group repensou todos os processos da área, incluindo o onboarding, considerando que a experiência do colaborador teria de ser totalmente virtual. Os pontos de contato, a informação clara e objetiva em cada etapa, a disponibilidade para rapidamente sanar dúvidas, tudo isso precisou ser contemplado neste planejamento. “É importante conectar o propósito do colaborador ao da empresa logo nos primeiros contatos. Esse vínculo inicial aumenta as chances de permanência e desperta o espírito de colaboração na busca por resultados”, diz a gerente de Pessoas & Cultura do DOT digital group.

          Nadine Albalustro, produtora de conteúdo web sênior da empresa, também atua como mentora de novos colaboradores. Ela conta que a tecnologia tem sido a maior aliada nesse processo, porque possibilita alinhamentos de briefings, pautas de conteúdos e novos direcionamentos dos clientes através de ferramentas que colocam todos os envolvidos frente a frente. “Passar todas as informações de imediato não funciona. É preciso promover amadurecimentos no processo a cada dia, esclarecendo de acordo com as necessidades do novo colaborador, por meio e videochamadas e de ligações”, diz a mentora.  

Durante o home office, ferramentas digitais também são essenciais para que existam canais de comunicação eficazes, onde o colaborador possa buscar informações e também expor opiniões e sugestões, garantindo um ambiente corporativo colaborativo e transparente. 

Confira sete passos para implementar um RH ágil:

1. Recrutamento e seleção: é importante usar uma ferramenta eficaz. O Enlizt é a plataforma de recrutamento utilizada pelo DOT digital group. Através dela é possível personalizar o processo seletivo de acordo com o perfil do profissional que a empresa procura. Além disso, a ferramenta traz funcionalidades que ajudam a promover a marca empregadora da organização, a apresentar valores e cultura, a testar o conhecimento dos candidatos e ainda oferece a oportunidade de expressarem seu potencial profissional através de vídeos.

2. Aculturamento: é muito importante que as empresas tenham em mente a importância de realizar o processo de aculturamento já no recrutamento, porque além de uma nova realidade profissional, as pessoas buscam uma organização que seja transparente e que tenha princípios parecidos com os seus.

3. Canais de comunicação: os canais de comunicação interna, juntamente com os líderes da empresa, são os principais aliados na etapa de onboarding. No DOT digital group são usadas as seguintes ferramentas:

- Slack: tem como missão reunir as equipes de outras áreas da empresa em um mesmo lugar, facilitando a realização de comunicados importantes, agilizando a busca de informações com outros colegas. Ele também permite a realização  de reuniões através de videochamadas;

- Confluence: o colaborador também pode tirar dúvidas frequentes referentes aos benefícios da empresa, por exemplo, através do Confluence;

- Pulses: também pode ajudar no desenvolvimento da empresa, como um todo, respondendo anonimamente perguntas realizadas no Pulses, referentes ao ambiente e condições de trabalho.

4. Trilhas de aprendizagem: O Pronto Learning é um aplicativo desenvolvido pelo DOT para tornar a aprendizagem corporativa mais ágil e prática. É através dele que o colaborador acessa o Manual de Bordo, tendo sempre em mãos as políticas e culturas da empresa e conclui as trilhas de aprendizagem criadas com conteúdos para o seu desenvolvimento profissional.

5. Cuidados com a saúde: É também através do Pronto Learning que, mesmo de casa,  os colaboradores têm acesso a aulas de ginástica laboral para manter a saúde do corpo em dia, a um manual com as melhores práticas para o trabalho home office e a um guia de saúde mental essencial para este momento de crise. 

6. Feedbacks contínuos: O DOT tem uma cultura que fomenta a presença de feedbacks e de celebração de conquistas, por meio de uma ferramenta chamada Feedz, que ajuda a fortalecer a cultura e a gestão de objetivos e metas e faz com que os colaboradores tenham clareza sobre o que é esperado de cada um. 

7. Trilha de crescimento: quanto à carreira, é acordado entre gestor e colaborador o plano de desenvolvimento individual com foco em aprendizagem e qualificação contínua.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com