Negócios em Foco

Time do Sangue: aplicativo que conecta doadores a hemocentros


Sorocaba-SP 10/07/2018 10h25

A startup do bem descomplica o processo de doação de sangue, tornando-o mais acessível à população

Juliana Aguiar, coidealizadora do aplicativo Time do Sangue - Divulgação

A cada dois minutos, uma pessoa precisa de sangue no Brasil: o problema é que apenas seis em cada dez indivíduos no país são voluntários e fazem doações com frequência. Os outros quatro só realizam a ação espontaneamente quando um amigo próximo ou familiar necessita de uma transfusão. Para reverter esse quadro, aproximando doadores dos hemocentros, foi criado em 2017 o aplicativo Time do Sangue.

O app do bem para smartphones, gratuito e disponível nas plataformas IOS e Android, agiliza o processo de doação de sangue, fazendo com que as pessoas salvem, no mínimo, quatro vidas com apenas um clique. A tecnologia descomplica o processo, permitindo que todas as etapas da doação de sangue sejam realizadas de forma rápida e eficiente.

Por meio do celular, qualquer pessoa pode agendar a doação via aplicativo – sem filas e sem burocracia. Depois de preencher um cadastro simples, o usuário passa a fazer parte de uma rede unificada: com a geolocalização, o sistema consegue acionar o doador mais próximo sempre que alguém precisa de sangue. E com a agilidade necessária para resguardar vidas.

O Time do Sangue, que já opera em 13 hemocentros do estado de São Paulo, permite ainda que o voluntário carregue informações pessoais, com segurança e sigilo absoluto. Desta forma, o doador pode acessar seu histórico sempre que precisar. Além da economia de tempo, o aplicativo também envia informações e lembretes para futuras contribuições.

Para os hemocentros, o Time do Sangue garante o aumento geográfico das doações, com expansão a nível nacional, já que permite a melhor organização dos agendamentos. Desta forma, há redução das desistências graças ao atendimento rápido e qualidade no serviço prestado. Com as doações regulares, os hemocentros otimizam o aproveitamento dos componentes do sangue e medula, ampliando a oferta a quem realmente necessita de sangue.

“Para os hemocentros e bancos de sangue, o aplicativo se torna o meio de comunicação ideal para a realização de campanhas de doação e atender situações de emergência, especialmente em épocas do ano com baixo estoque de bolsas de sangue”, analisa Juliana Aguiar, coidealizadora do projeto.

Atualmente, as doações de sangue no Brasil se encontram aquém dos números recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo a entidade, o número de doadores deve abranger entre 3 e 5% da população. No país, esse índice não chega a 2%. “O objetivo é fazer com que mais brasileiros tenham a doação de sangue como um hábito e não somente em datas específicas ou quando conhecem alguém que precisa de transfusão. O aplicativo consegue localizar o doador e mandar uma mensagem solicitando a doação”, completa Juliana.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com