Negócios em Foco

Market Networks brasileiros se tornam modelos para acelerar negócios envolvendo serviços complexos


SP 25/03/2021 13h03

Tendência oferece a transição das facilidades encontradas em operações como o Uber para aplicações como a reforma de imóveis

Raphael e Anna Raphaela, da Archademy - Divulgação

Em 2015 o investidor do Vale do Silício, James Currier, criou o termo "Market network" prevendo que este modelo seria umas das fortes tendências do mundo dos negócios nos dez anos seguintes àquele momento. Após a passagem de praticamente a metade deste período, o sistema já é uma realidade em muitos mercados ao redor do mundo e começa a apresentar resultados significativos também no Brasil. Um dos pioneiros nesta inovação é a Archademy, maior comunidade de negócios Arquitetura e Design de Interiores do Brasil, que adotou o sistema e já conseguiu acelerar a consolidação de um número superior a 1.000 escritórios desde sua criação e tem a expectativa de ultrapassar a marca de 5.000 em 2021.

Currier explicava no artigo que deu origem ao termo que o Market Network tem como uma das principais características levar as vantagens de serviços famosos como o Uber ou AirBnb para situações mais complexas. O Uber, por exemplo, conecta quem está precisando de transporte a quem pode se deslocar com seu carro para fazer esta viagem. Neste caso, não importa muito quem será o prestador deste serviço. Mas no caso da reforma de uma casa, por exemplo, poucos teriam coragem de entregar o projeto a um desconhecido. Então, as plataformas de Market Network buscam desenvolver relacionamentos de longo prazo entre profissionais e consumidores ao ponto de gerar a confiança necessária, somada à redução de custos e à agilidade desejada.

Apostando neste conceito, a Archademy auxilia os profissionais a vencerem desafios do setor como o fato de que 75% das empresas de arquitetura não possuírem mais do que cinco funcionários. O arquiteto é na grande maioria dos casos um profissional liberal, que precisa gerir uma empresa e desempenhar todas as funções sozinhos, desde a captura de clientes até o desenvolvimento do projeto, passando pela execução, acompanhamento e a entrega. A maioria das escolas de arquitetura não os capacita em ferramentas de Administração.

O Market Network permite que as pessoas se comuniquem 360 graus com todos os que fazem parte da rede, impulsionando novos negócios mais rapidamente. Dentro deste conceito, a empresa criou uma comunidade para transações de negócios em larga escala. Desde então, o número de participantes mais do que dobrou, passando de 23.647, no início de 2020, para 52.128 em agosto, um incremento de 120%. Hoje a Archademy responde por 32% do mercado de arquitetos no Brasil e, para acelerar o desenvolvimento de novos negócios, no início de 2021 lançou seu próprio Marketclub, com a venda de mobiliário do grupo Herval.

O CEO da construtech, Raphael Tristão, explica que por intermédio do Market Network os arquitetos conseguem, por exemplo, se unir a outros parceiros para fornecer um serviço complexo a um cliente e canalizar o fluxo de trabalho por meio da plataforma. "O canal viabiliza a colaboração entre profissionais do setor para formar equipes e fornecer um serviço de ponta a ponta. Especialistas acreditam que, em pouco tempo, quase todos os profissionais independentes e seus clientes conduzirão negócios por meio de Market Networks específicos para cada setor", diz.

Outra organização brasileira que aposta no potencial das Market Networks é a MRD Consulting, empresa especializada em gestão executiva com expertise na assessoria a grandes e médias empresas. A companhia, cujos clientes atendidos juntos somam um faturamento acima de R$ 3 bilhões, iniciou em 2020 sua participação em clubes de negócios que funcionam como hubs para troca de experiências e originações de negócios.

"Atuamos em projetos complexos que exigem um prazo relativamente longo para gerar a confiança necessária em nossos clientes. O modelo de Market Networks consegue acelerar este processo uma vez que o relacionamento gerado dentro dessas plataformas permite que as partes se conheçam trocando informações e experiências sem compromisso, antes mesmo de qualquer formalização de propostas", afirma o sócio fundador da MRD Consulting, Marcos Rodrigues.

Marcelo Nicolau, sócio-diretor da Play Studio, empresa que atua por meio de um modelo que une Consultoria de Inovação com Venture Builder para desenvolver projetos que aceleram o processo de criação de novos negócios junto a grandes corporações, afirma que o conceito de Market Networks oferece condições de tornar o modelo realmente dominante nos próximos anos.

"Colocar em um mesmo ambiente uma extensa rede de profissionais especializados e os clientes que demandam por este tipo de serviço é uma evolução em relação aos marketplaces que oferecem apenas produtos e as redes sociais que permitem interações aleatórias. Trata-se de uma forma de fazer uma busca muito mais qualificada daquilo que você precisa e deve ser a tendência para muitos segmentos econômicos", conclui.

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com