Negócios em Foco

Crazy+ Blow Up Race antecipa comemoração do Dia das Crianças em São Paulo


São Paulo 16/07/2019 19h41

Evento com obstáculos infláveis, gigantes e coloridos reuniu mais de seis mil pessoas na capital paulista, unindo familiares e amigos para uma manhã de diversão e esporte

Diversão em família - Ricardo Soares / Ativo.com

No calendário, o dia ensolarado do último domingo foi 14 de julho. Na percepção de quem participou da edição de São Paulo da Crazy+ Blow Up Race, parecia 12 de outubro, quando se comemora o Dia das Crianças. Os 11 obstáculos infláveis, gigantes e coloridos instalados ao longo do percurso de 5km no Parque de Material Aeronáutico de São Paulo (PAMA-SP), no Campo de Marte, garantiram a alegria dos mais de seis mil inscritos. O público foi composto majoritariamente por familiares e grupos de amigos que levaram os pequenos para uma manhã de esporte e muita diversão. “A participação da criançada foi nota dez”, atestou Fábio Avelar, diretor da Leg Assessoria e sócio da NorteMkt no projeto Crazy+ Blow Up Race.

“Esse é o terceiro evento da temporada 2019 da Crazy. Estamos com casa lotada, inscrições esgotadas e a presença de muitas famílias. Está mesmo parecendo o Dia da Criança, quase na proporção de 50% em relação aos adultos. Vemos desde meninos e meninas menores, entre quatro a cinco anos, até os maiores, entre dez e 12. Sempre acompanhados por pais, mães, avós ou tios. E ver a felicidade de todos é muito bom. Os nossos obstáculos são diferenciados, com pegada de aventura, de desafio divertido, e proporcionam um programa que permite que adultos e crianças brinquem e pratiquem esporte juntos”, declarou Avelar.

As palavras de Avelar são ratificadas por ‘corredores loucos’ de todas as idades. Thais Veríssimo de Vitta levou os dois filhos para sua segunda corrida de rua. “Sou educadora física e gosto de estimular a criançada a praticar esporte, sair do sofá, não ficar só no videogame. Meus filhos são bem ativos, mas tem muito menino e menina obesos e com colesterol alto. Temos que cuidar e dar exemplo. Por isso, correr junto é muito bom e vale a pena”, contou. O sorriso da filha Gabriela, de seis anos, comprovava o acerto da iniciativa. “Fiz todos os obstáculos e foi legal. Gostei mais do escorrega. Escorreguei com a minha mãe”.

Ao focar na participação em detrimento à competição, a Crazy+ Blow Up Race favorece a participação de pessoas de todas as idades em uma atividade conjunta. Com isso, o objetivo de ter crianças e adultos fazendo esporte lado a lado é alcançado. Contudo, tente perguntar a um menino sobre quem corre mais. “Meu pai não aguenta correr comigo, não me acompanha”, garantiu Matteo, do alto dos seus seis anos. O pai, Adhemir Stravatti, sorri, feliz com o entusiasmo do filho. “Esse evento é show de bola. Eu corro faz tempo e agora o Matteo está crescendo com esse gosto”.

Vinícius Souza, de dez anos, também contou ter deixado o pai, Cléber, para trás ao longo do percurso de 5km. “Essa corrida é muito legal, muita adrenalina nos obstáculos. Correr com o meu pai foi bom, mas ele não conseguiu passar na minha frente”, afirmou o menino, acompanhado pela irmã Lívia, de seis anos. “A Crazy foi a nossa segunda corrida em família e uma experiência bastante positiva. Estar junto aos filhos para uma atividade saudável é importante”, completou Cléber.

A jornalista Thais Dantas aproveitou a participação do filho Rafael, de oito anos, na Crazy para gravar uma reportagem para o programa Momento Papo de Mãe, da TV Cultura. “Foi a primeira corrida do Rafa. E eu o inscrevi porque vi no site que se tratava de uma corrida de família. Acho fantástico ter eventos que juntem pai, mãe, filho, tia, tio, avô, avó, primos e amigos. Hoje em dia, os familiares ficam tão separados, cada um na sua, fazendo algo para si, que um evento como esse faz toda a diferença”, opinou, antes de completar. “Posso falar pela minha família. No sábado, fomos dormir cedo, acordamos cedo no domingo, tomamos um café diferenciado e seguimos juntos ao longo do dia. Ou seja, provas como a Crazy valem a pena por isso, pela aproximação das famílias, da preocupação em proporcionar algo lúdico, que traz benefícios e desperta outras vontades para as crianças".

Avelar ressalta que atividades como a Crazy ajudam a garantir um futuro mais saudável. “Nossa proposta é essa, reunir a família e incentivar as crianças a fazer atividade física desde cedo e levar isso para a vida toda. Acredito que momentos únicos como este, quando unimos todos em um mesmo ambiente, em que participam da mesma atividade, além de ser muito legal, é significativo. Difícil conseguir isso no dia a dia, ou se tem um programa infantil em que o adulto apenas acompanha, ou tem um programa de adultos que a criança vai. Aqui, todo mundo se diverte junto”.

Vem mais loucura por aí - A próxima etapa da Crazy+ Blow Up Race será em Salvador (BA), dia 28 de setembro, na Arena Fonte Nova. Uma semana depois, segue para Brasília (DF). O Estádio Mané Garrincha recebe a estrutura com 11 obstáculos de 15 metros de altura e 35 metros em 6 de outubro.

Outras duas capitais já tiveram o evento: Rio de Janeiro, em 28 de abril, na Marina da Glória; e Belo Horizonte (MG), dia 4 de maio, na esplanada do estádio do Mineirão. Juntas, as duas provas contaram com mais de 10 mil pessoas.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com