Negócios em Foco

Pesquisa CXO: Tecnologia legada e falta de habilidades dificultam a Transformação Digital e a modernização da TI


São Paulo 02/06/2020 15h28

Enquanto as organizações buscam transformar suas operações de negócios e revolucionar o atendimento ao cliente, a Transformação Digital (TD) está no topo das prioridades para a maioria dos C-Levels. De fato, espera-se que os investimentos com TD atinjam US$ 7,4 trilhões entre 2020 e 2023, um CAGR de 17,5%. No entanto, de acordo com os dados mais recentes do setor divulgados hoje pela Veeam® Software, líder em soluções de backup que oferecem Cloud Data Management ™, quase metade das organizações globais está sendo prejudicada em suas jornadas de TD devido às tecnologias legadas e não confiáveis, com 44% citando a falta de habilidades ou conhecimentos de TI como barreiras para o sucesso. Além disso, quase todas as empresas admitiram ter tempo de inatividade, com um em cada dez servidores enfrentando interrupções inesperadas a cada ano - problemas que duram horas e custam centenas de milhares de dólares -, apontando a necessidade urgente de modernizar a proteção de dados e focar em continuidade de negócios para habilitar a TD.

O Relatório de Tendências de Proteção de Dados Veeam 2020 pesquisou mais de 1.500 empresas globais para entender sua abordagem em relação à proteção e gerenciamento de dados atualmente e como elas estão se preparando para os desafios de TI que se apresentam, incluindo reação às mudanças de demandas constantes e as interrupções no serviço, assim como seus objetivos mais ambiciosos para a modernização da TI.

"A tecnologia está constantemente avançando, mudando continuamente e transformando a forma como fazemos negócios - especialmente nos dias de hoje, pois todos trabalhamos de novas maneiras. Devido à TD, é importante estar atento às mudanças da TI para ver como as empresas se posicionam em relação às suas soluções, desafios e metas ", disse Danny Allan, CTO e vice-presidente sênior de estratégia de produtos da Veeam. “É ótimo ver o esforço global de empresas adotando a tecnologia para oferecer uma experiência mais rica ao usuário; no entanto, o Calcanhar de Aquiles ainda parece ser como proteger e gerenciar dados na nuvem híbrida. A proteção de dados deve estar além das soluções legadas desatualizadas, em um grau mais alto de inteligência capaz de antecipar as necessidades e atender às demandas em constante evolução. Com base em nossos dados, a menos que os líderes empresariais reconheçam essa urgência - e ajam com base nisso - a transformação real simplesmente não acontecerá. "

A criticidade da proteção e disponibilidade de dados

Os entrevistados declararam que os dados fornecidos pela TI se tornaram o coração e a alma da maioria das organizações, portanto, não é de surpreender a importância da "proteção de dados" para as equipes de TI, incluindo não apenas o backup e sua recuperação, mas também seu potencial para ampliar os negócios. No entanto, muitas organizações (40%) ainda dependem de sistemas legados para proteger seus dados sem considerar totalmente o impacto negativo que isso pode ter para a organização. A grande maioria (95%) das empresas sofre interrupções inesperadas e, em média, uma interrupção dura 117 minutos (quase duas horas).

Colocando isso em contexto, as organizações consideram 51% de seus dados como "Alta prioridade" versus "Normal". Estima-se que uma hora de inatividade de um aplicativo de alta prioridade custe US$ 67.651, enquanto esse valor é de US$ 61.642 para um aplicativo normal. Com essa proximidade em porcentagens e custos de impacto, fica claro que todos os dados são importantes, e que o tempo de inatividade é intolerável em qualquer tipo de companhia.

“A proteção de dados é mais importante do que nunca agora para ajudar as organizações a continuarem a atender às demandas operacionais de TI, enquanto aspiram a modernização da TI. Os dados estão espalhados pelos datacenters e nuvens por meio de compartilhamentos de arquivos, armazenamento conjunto e até mesmo plataformas baseadas em SaaS. As ferramentas legadas, projetadas para fazer backup de arquivos e aplicativos, podem não ter sucesso no mundo híbrido e multicloud, e estão custando tempo e recursos às empresas, além de colocar seus dados em risco ”, acrescentou Allan.

TD e a nuvem

As empresas sabem que precisam continuar progredindo em suas iniciativas de modernização de TI e TD para atender aos novos desafios do setor e, de acordo com o feedback deste relatório, os aspectos mais decisivos para uma estratégia moderna de proteção de dados dependem da utilização de vários recursos baseados em nuvem: a capacidade das organizações de realizar recuperação de desastres (DR) por meio de um serviço de nuvem (54%), a habilidade de mover cargas de trabalho do on-premise para a nuvem (50%) e a capacidade de mover cargas de trabalho de uma nuvem para outra (48 %). Metade das empresas reconhece que a nuvem tem um papel fundamental a desempenhar na estratégia de proteção de dados de hoje; e provavelmente se tornará ainda mais importante no futuro. Para um plano de proteção de dados verdadeiramente modernizado, a organização precisa de uma solução abrangente que suporte nuvem e um gerenciamento técnico para qualquer aplicativo e dados independente da nuvem.

Allan concluiu: “Ao começar a modernizar suas infraestruturas em 2020, as companhias esperam continuar sua jornada de TD e aumentar o uso da nuvem. As soluções legadas destinavam-se a proteger dados em datacenters físicos no passado, mas são tão desatualizadas e complexas que custam mais dinheiro, tempo e recursos do que se imaginava. A proteção moderna, como as soluções de gerenciamento de dados em nuvem da Veeam, vai muito além do backup. O Cloud Data Management fornece uma solução simples, flexível e confiável que economiza custos e recursos para que possam ser redirecionados para o desenvolvimento futuro. A proteção de dados não pode mais ser vinculada a ambientes locais dedicados fisicamente e as empresas devem ter opções flexíveis de licenciamento para migrar facilmente para um ambiente híbrido com várias nuvens.”

Outros destaques do Relatório de tendências de proteção de dados Veeam 2020 incluem:

• O principal desafio que impactará as organizações nos próximos 12 meses são as ameaças cibernéticas (32%). A falta de habilidades para implementar a tecnologia (30%) e atender às mudanças nas necessidades dos clientes (29%) também foram citadas como os principais obstáculos nos próximos 12 meses.

• A falta de pessoal para trabalhar em novas iniciativas (42%) foi citada como o desafio de maior impacto na proteção de dados que as organizações têm atualmente. Também foram mencionados a falta de orçamento para novas atividades (40%) e de visibilidade do desempenho operacional (40%).

• Mais da metade (51%) dos participantes acredita que a TD pode ajudar sua organização a transformar o atendimento ao cliente. Quase metade disse que poderia transformar as operações comerciais (48%) e gerar economia de custos (47%).

• Quase um quarto (23%) das organizações descreve seu progresso para alcançar as iniciativas e metas de TD como maduras ou totalmente implementadas.

• Quase um terço (30%) das organizações está nos estágios iniciais de implementação ou planejamento da TD atualmente.

• Mais de um terço (39%) dos participantes disse que a capacidade de melhorar a confiabilidade dos backups é o motivo mais provável para levar a organização a mudar sua solução de backup principal. 38% citaram redução nos custos de software ou hardware e 33% disseram melhorar o retorno do investimento.

• Quase um quarto (23%) dos dados das organizações é replicado e possibilita a continuidade de negócios (BC) / DR por meio de um provedor de nuvem. Mais de um quinto (21%) dos dados das organizações em todo o mundo não é replicado ou preparado para BC / DR.

• Mais de um quarto (27%) dos dados das organizações são armazenados em backup na nuvem por um provedor de backup como serviço (BaaS). 14% dos dados das organizações em todo o mundo não são copiados.

• Mais de duas em cada cinco (43%) organizações planejam aproveitar o backup baseado em nuvem gerenciado por um provedor de BaaS nos próximos dois anos.

Sobre o Relatório

A Veeam contratou a Vanson Bourne, parceira de pesquisa líder no setor de tecnologia, para realizar uma pesquisa online abrangente com 1.550 líderes empresariais e ITDMs selecionados aleatoriamente em 22 países diferentes, no início de 2020. Os países pesquisados incluem Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, China, França, Alemanha, Índia, Itália, Japão, México, Oriente Médio, Holanda, Nova Zelândia, República da Irlanda, Rússia, Suíça, Turquia, Reino Unido e EUA.

O VeeamON 2020 já está online e você pode elevar sua estratégia de dados na nuvem de 17 a 18 de junho gratuitamente. O evento consiste em dois dias de experiências interativas e ao vivo que ajudarão você a liberar o poder de seus dados com os produtos e soluções Veeam e a acelerar seus planos de TD. Os participantes obterão as informações mais recentes, ouvirão palestras inspiradoras e acessarão mais de 30 sessões extraordinárias para aprimorar suas habilidades e descobrir o que virá a seguir no Cloud Data Management. Keith Urban também fará um concerto ao vivo para os participantes. Para se registrar gratuitamente, visite http://www.veeam.com/veeamon/register.

Para mais informações, visite https://www.veeam.com.

Fontes adicionais:

• Global Infographic https://www.veeam.com/wp-data-protection-trends-infographic-2020.html

• The Veeam 2020 Data Protection Trends Report: https://go.veeam.com/wp-data-protection-trends-2020

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com