Negócios em Foco

Respirar é preciso: Cuidando de problemas respiratórias por meios naturais.


Belo Horizonte - MG 08/07/2020 14h24

A chegada do inverno traz consigo diversos problemas respiratórios para adultos e crianças. Em tempos de pandemia, buscar soluções naturais podem ajudar.

Doenças respiratórias tendem a acometer mais pessoas durante o inverno. - wavebreakmedia/Shutterstock

Com as temperaturas caindo e o tempo mais seco, em decorrência da chegada do inverno, os problemas respiratórios acometem as pessoas com maior frequência. Além disso, com a pandemia do coronavírus a pleno vapor, os sintomas podem aumentar a ansiedade e preocupação por sua semelhança com a síndrome gripal causada pelo vírus. Mas a boa notícia é que todos esses problemas podem ser tratados de maneira natural através do uso de óleos essenciais e esse conhecimento pode mitigar a ansiedade.

Em primeiro lugar, na hora buscar soluções para essas questões e antes de procurar um aromaterapeuta, é importante entender quais são os principais problemas que acometem o sistema respiratório. Rinite, sinusite, bronquite e asma são as doenças que mais costumam acometer as pessoas e cada uma possui sintomas diferentes que afetam diferentes partes do sistema respiratório.

Para o aromaterapeuta André Ferraz, apesar de cada inflamação mencionada acima atingir locais diferentes, é importante a compreensão que o sistema respiratório é um só: “Um fato super curioso, mas pouco falado, é que essas doenças poderiam ser classificadas como apenas uma doença, a ‘síndrome alérgica respiratória única’, uma vez que existe um continuum de inflamação em que rinite, sinusite e asma podem estar presentes com seus sintomas peculiares, mas com mecanismos que geram sintomas muito parecidos”.O especialista ressalta que isso não quer dizer exista um tratamento único que trate das três questões, mas que eles podem se auxiliar.

André Ferraz destaca que óleos como o de hortelã-pimenta, eucalipto glóbulos e alecrim – com quimiotipo cineol, possuem efeitos comprovados no tratamento das síndromes.Sobre o óleo essencial de Eucalipto globulus, exemplo, o especialista destaca sua capacidade de reduzir processos inflamatórios nas vias respiratórias: “Dessa forma, atua positivamente no tratamento de rinite, sinusite, asma e bronquite. Além disso, pesquisas científicas, o princípio ativo desse óleo foi capaz de suprimir a multiplicação de vírus e interferir em seus processos metabólicos, dificultando a ação de alguns tipos de vírus.”

Deve-se destacar que qualquer tratamento deve ser feito mediante formação na área, uma vez que apenas um especialista pode, através de uma análise completa, entender os benefícios e eventuais riscos que a aplicação de cada óleo pode ter. O óleo de hortelã-pimenta, por exemplo, apesar dos inúmeros benefícios, não é indicado para uso em crianças menores de dois anos.

Entre as vantagens de se procurar um aromaterapeuta, em especial em tempos de pandemia, é que em casos que não exigem alguma atenção médica imediata, o paciente evita os riscos de ir a um hospital. Além disso, se utiliza de um tratamento totalmente natural, com alto embasamento científico, e diversos benefícios colaterais, como um aumento de imunidade que não se consegue com medicação alopática.

Dessa forma, como explica André Ferraz, a Aromaterapia é capaz de trazer alívio e curapara quem sofre com os problemas respiratórios. Depois de ver minha “Ao mesmo tempo que os óleos essenciais oferecem alívio para o sistema respiratório eles equilibram as emoções, ajudando em casos de ansiedade e depressão, o que é muito útil na época da pandemia”, conclui.

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com