Negócios em Foco

Diferencial de mercado: Gigatron Franchising não cobra royalties


Birigui-SP 22/01/2020 09h34

Taxa comum no franchising é o valor a ser pago pelo respaldo e uso da marca

No universo empresarial, o termo “royalties” é muito comum. Este, nada mais é do que uma quantia paga por alguém a um proprietário pelo direito de uso, exploração e comercialização de um bem. São exemplos: bens, produtos, obras, marcas e terrenos – inclusive, podendo ser pago para o governo ou para a iniciativa privada.

No franchising o royalties é muito utilizado. É comum as franquias cobrarem essa taxa de seus franqueados. O valor, é claro, varia de acordo com cada marca – a cobrança, porém, ocorre mensalmente, mas pode variar. O tipo mais comum é a cobrança de um valor fixo, mas existem outras formas de recebimento, como percentual sobre o faturamento ou lucro, valor mínimo ou percentual, e percentual sobre compras.

Diferencial de mercado

Como cada franquia possui suas próprias especificações, algumas optam por não cobrar a taxa de royalties como diferencial de mercado. É o caso da desenvolvedora de softwares Gigatron Franchising - a marca não possui a taxa em nenhum de seus modelos de negócio desde que iniciou no franchising, em 2012.

“Optamos por abrir mão dessa taxa para aumentarmos a confiabilidade da negociação e diminuir o valor total de investimento”, explica Marcelo Salomão, diretor executivo da marca. "Essa isenção é um fator primordial de decisão de investimento por parte do candidato que se sente mais seguro sem ter que pagar uma porcentagem do seu faturamento", completa.

A estratégia atrai novos investidores: 1/3 da rede entrou para o negócio por conta da não cobrança da taxa. "Quando se fala em tirar parte do lucro da franquia isso pode assustar o candidato. Tendo essa isenção conseguimos motivá-lo a investir em nossa marca", explica.

Salomão acredita que quando a franqueadora abre mão de certos custos operacionais, como os royalties, é possível impulsionar a expansão e o crescimento do franqueado e, consequentemente, da marca.

Royalties x Taxa de Franquia

Novatos no mercado de franchising podem se confundir entre os royalties e a taxa de franquia. No caso da taxa de royalties, como vimos, o franqueado paga pelo uso da marca - são pagamentos periódicos, geralmente mensais.

Já a taxa de franquia é paga uma única vez, apenas na adesão da franquia. É o valor para fazer parte da rede escolhida, ou seja, uma taxa de adesão ao sistema. Nesta taxa são cobrados valores como a consultoria dada pelo franqueador em serviços como de pré-inauguração, treinamento de equipe, suporte na escolha do ponto comercial, entre outros.

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com