Negócios em Foco

Silicone e amamentação: dicas do cirurgião plástico Bruno Legnani para as mulheres que querem ser mães


Curitiba 30/10/2019 14h59

O Brasil é o segundo no ranking mundial de cirurgias plásticas, com mais de 1,3 milhões de operações realizadas por ano, ficando atrás somente dos Estados Unidos. Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, das intervenções com fins estéticos mais procuradas no país, em primeiro lugar está o aumento de mama, com quase 19% do total de procedimentos.

Para quem deseja ser mãe, a colocação da prótese de silicone interfere na amamentação? Segundo o médico cirurgião plástico Bruno Legnani, a grande maioria das próteses é colocada atrás da glândula mamária e não interfere na produção do leite. “Os ductos de liberação também permanecem intactos e a capacidade de amamentar não é alterada", explica o cirurgião. Porém, ele alerta que o médico deve ser informado das expectativas do paciente. "É necessário preservar o parênquima mamário, para preservar a capacidade de amamentação, e, por isso o cirurgião plástico precisa ser consciente e escolher um volume adequado de prótese para cada paciente”, afirma. Tamanhos exagerados podem comprimir o parênquima mamário e alterar seu funcionamento.

Após a gestação, a prótese não sofre alterações, mas o aumento da mama, decorrente da lactação, pode alterar os resultados da cirurgia. "Para que o formato dos seios permaneça natural, é indispensável que sejam observadas as características do corpo e da pele da mulher para escolha da prótese", completa o especialista.

Para as mulheres que já possuem silicone, a sugestão do médico é que sigam o processo de amamentação com naturalidade e, em caso de dúvidas, procurem o ginecologista. Já para mulheres que desejam implantar a prótese, mas querem engravidar, o especialista costuma orientar que conversem com o cirurgião sobre o melhor momento para realizar o procedimento cirúrgico.

Na página da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e no site do Conselho de Medicina é possível verificar se um cirurgião é, de fato, um especialista na área de interesse. Legnani afirma que antes da realização de qualquer procedimento cirúrgico é ideal que a paciente converse com o médico e procure saber quais são as técnicas utilizadas pelo profissional.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com