Negócios em Foco

Fintech Igglu faz consórcios de casamentos, viagens e até cirurgias plásticas


São Paulo - SP 11/10/2018 00h42

Igglu introduz usuários ao consórcio digital e chama a atenção para nicho de serviços

Divulgação

Muitas vezes ofuscado pelo imediatismo de empréstimos e financiamentos, o consórcio é ideal para quem não quer arcar com as altas taxas de juros em parcelas a perder de vista. Além da compra de um imóvel ou automóvel, a oportunidade também se estende ao mercado de serviços e permite o planejamento da tão esperada festa de casamento, do intercâmbio ou até mesmo de uma cirurgia plástica. Com o objetivo de impulsionar esse nicho e facilitar o processo, desde a contratação até a liquidação do crédito, nasceu a fintech Igglu Consórcio (www.iggluconsorcio.com.br), que oferece rapidez e praticidade ao consumidor.

Diferentemente de financiamentos, o dinheiro investido em um consórcio é acumulado como crédito, evitando o endividamento e permitindo um planejamento mais longo, que não comprometa parte significativa da renda. “Queremos auxiliar as pessoas a planejarem a realização dos seus sonhos de maneira acessível e sem complicação, por meio de uma plataforma rápida, de simples entendimento e com prazos confortáveis”, afirma o co-founder e CEO da Igglu, Guilherme Boer.

Por meio do site, o usuário consegue simular o valor de sua carta de crédito e acompanhar o processo de compra e contemplação. É possível adquirir cotas voltadas a serviços (R$ 15 mil a R$ 30 mil), automóveis (R$ 30 mil a R$ 220 mil) e imóveis (R$ 50 mil a R$ 400 mil), com prazos de 12 até 180 meses – e ainda há a possibilidade de desfrutar do crédito antes do período determinado, devido aos sorteios mensais e ofertas de lances.

A plataforma abre espaço, ainda, para um nicho pouco explorado: o de serviços. Chamadas de microcrédito, essas cartas viabilizam o planejamento de casamentos e festas; procedimentos de saúde e estética; realização de obras e reformas, etc. “A falta de conhecimento sobre essa modalidade muitas vezes afasta os millennials do consórcio, já que seus objetivos estão cada vez mais distantes de ‘ter uma casa ou um carro’”, comenta Boer. De acordo com uma pesquisa realizada pela Quorum Brasil, os jovens [até 29 anos] representam apenas um décimo do público que investe em cartas de crédito.

A Igglu também auxilia na liquidação do crédito no processo de pós-contemplação do consórcio. “Hoje temos mais de R$ 30 bilhões em cartas contempladas no Brasil que não foram liquidadas ainda. Acreditamos que o processo de compra dos bens ainda parece complicado ao cliente. Nosso intuito é, além de conectar o cliente com o varejo, oferecer vantagens para a liquidação desse crédito”, explica o CEO. Os benefícios podem ser a escritura do imóvel ou a primeira revisão do veículo gratuitas, por exemplo.

A ideia para a criação do negócio surgiu durante a estruturação de outra fintech, voltada ao setor imobiliário. Imersos no universo de startups e viajando aos principais polos de desenvolvimento tecnológico do mundo ao longo de 2016 e 2017, Boer e os demais fundadores notaram a carência dos consórcios por inovação e preencheram o gap com a criação da Igglu. A plataforma já ultrapassou os R$ 700 mil em cartas de crédito vendidas em seu primeiro mês de atuação e pretende fechar o ano com mais R$ 30 milhões.

Renda Extra

O consórcio de serviços registrou R$ 237 milhões em vendas em 2017, um aumento de 107% em relação ao ano anterior, de acordo com a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio (ABAC); o primeiro semestre de 2018 apresentou crescimento de 61% sobre o mesmo período do ano passado. “Estamos vivenciando um momento ímpar no setor de consórcio, desconheço outro sistema financeiro de crédito que apresenta tamanho crescimento” complementa Boer.

Diante da popularidade e iminente renovação do segmento, a Igglu abre oportunidades para quem está em busca de meios para complementar a renda. “Permitimos o cadastro de usuários como vendedores e facilitamos o processo de comercialização de cartas de crédito por meio de uma ferramenta com a qual é possível vender consórcios apenas com um smartphone em mãos”, afirma o CEO. As comissões variam entre 0,7% e 1,7%. Para se tornar um parceiro basta se cadastrar no site e, após análise e aprovação do perfil, cada vendedor terá acesso a uma página exclusiva. “Queremos vender para quem nunca comprou e que quem nunca vendeu, passe a vender”, diz o co-founder.

Sobre a Igglu Consórcio

Pioneira no consórcio digital no Brasil, lançada em agosto de 2018 pelos empresários Guilherme Boer, Michael Gruen e Andrea Santos. Em um formato simples e ágil, o negócio inova a forma de comprar e vender consórcios. A empresa oferece planejamento para a realização de sonhos, trazendo opções de cotas para imóveis, auto e para o setor de serviços.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com