Negócios em Foco

Espaço Cultural Lucia Pellegrino completa um ano de atuação em Ribeirão Preto


Ribeirão Preto 21/11/2018 21h08

Nesta sexta-feira (23), o ECLP encerra atividades de 2018 e reúne alunos e professores voluntários para confraternização, a partir das 20h. As atividades do projeto acontecem, gratuitament,e dentro da unidade do CCAA Ribeirão, que funciona na Rua Prudente de Morais, 872

Ribeirão Preto (SP), 20 de novembro de 2019 - Há um ano nascia em Ribeirão Preto o projeto Espaço Cultural Lucia Pellegrino em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. A ideia foi anunciada na noite de vernissagem da exposição “Desfile de Moda - do Sonho à Realidade”, que resgatou croquis do acervo de Lucia Pellegrino. De lá para cá, a diretora fundadora do projeto, a médica Silvia Pellegrino, filha da artista plástica, colocou em prática o que era um sonho da mãe. Hoje, o projeto já atendeu cerca de 30 alunos e já reuniu 15 professores voluntários. A proposta é fazer da arte-educação uma ponte para a cidadania e auxiliar na formação de crianças e adolescentes. As atividades acontecem nas dependências da escola CCAA Ribeirão, parceira do projeto, que fica na Rua Prudente de Morais, 872, no centro da cidade.

Os estudantes que participam das atividades são selecionados na Escola Estadual Dr. Guimarães Júnior, que também tornou-se parceira do centro cultural. Lá, são oferecidas oficinas e cursos gratuitos que têm o objetivo de colocar o aluno em contato com o poder de transformação da arte e com circustâncias educativas que complementam a formação, como é o caso das aulas de reforço de matemática, informática, espanhol, oficina de leitura e escrita criativa, alfabetização para adultos, bem como aulas de teclado, desenho artístico, crochê, bordado, oficina de fotografia e video, entre outras que são oferecidas em módulos ou em programas continuados.

“Nossa intenção foi oferecer uma grade bem diversificada com cursos e oficinas que complementam o ensino fundamental e outras que abrem um leque de oportunidades para os estudantes terem contato com a arte nas suas diversas modalidades e perspectivas ou com as disciplinas escolares de forma extracurricular”, explica Silvia Pelegrino.

O projeto funciona todas as manhãs, de segunda a sexta-feira, com aulas por turmas. A metodologia difundida por professores voluntários prima pela estrutura coletiva de vivência com as manifestações variadas de arte-educação.

Durante o evento de encerramento das atividades do ano, a direação do projeto fará uma devolutiva para as famílias das crianças e adolescentes e apresentará objetivos para 2019. A partir de janeiro, o projeto anunciará o edital de recrutamento de professores voluntários, bem como a programação de novas turmas.

O sonho da arte educação

Natural de Jaú, nascida em 1937, Lucia Pellegrino foi autodidata e começou sua carreira na maturidade, após os 50 anos, quando já morava em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo. Ao longo de sua trajetória artística, ela produziu telas que já foram expostas em diferentes ocasiões e eventos, como atividades culturais da Bauhaus, eventos da Unimed Ribeirão Preto, Unip (Universidade Estadual Paulista), exposições do Novo Shopping e outras. Em seu trabalho criativo, expressou, através dos pincéis e quadros, temas variados, como natureza, sutilezas do cotidiano, retratos, entre outros.

A arte aconteceu na vida dela como uma terapia, descreve sua filha, a médica Silvia Pelegrino. “Era como uma válvula de escape, mas traduzia uma identidade imediata com o que ela trazia na sua essência”. O resultado foram obras marcadas por muita claridade, efeitos de luz e imagens que transmitiam equilíbrio, harmonia e meiguice.

Sempre muito amorosa e conhecida como uma mulher moderna, à frente do seu tempo, Lucia Pellegrino teve professores de artes reconhecidos, mas foi o seu trabalho braçal e cotidiano que lapidaram suas técnicas e conceitos artísticos. Um de seus sonhos, era levar sua arte para crianças carentes ou que não tinham oportunidade de aperfeiçoar seus talentos natos. O sonho foi realizado um ano após seu falecimento.

Lucia Pellegrino definia o papel do artista plástico como um exercício de paciência, esforço e muita transpiração. A sua veia artística canalizou diferentes tendências e estilos de arte nas diferentes fases de produção, o que resultou em uma capacidade eclética, desde telas, quadros, caricaturas e desenhos. Também ilustrou histórias infantis bíblicas e ministrou aulas de arte de forma voluntária para crianças.

Serviço

O que: Evento de comemoração de 1 ano das atividades do projeto Espaço Cultural Lucia Pellegrino

Data/Horários: 23/11 – às 20h

Local: CCAA - Escola de Idiomas.

Endereço: Rua Prudente de Morais, 872, Ribeirão Preto (SP)

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com