Negócios em Foco

Qual é e como é calculado o salário de um síndico?


São Paulo, SP 03/10/2018 11h13

Atualmente, as obrigações do síndico estão aumentando e por isso, há a necessidade de realizar o pagamento de um salário para o síndico.

Salário de síndico - Divulgação

Você já deve ter percebido, mas aquele estereótipo de síndico do senhor aposentado que utilizava seu tempo para administrar condomínio é cada vez mais incomum. Atualmente, as obrigações do síndico estão aumentando e por isso, há a necessidade de realizar o pagamento de um salário para o síndico. Mas como é a remuneração de um síndico? Como é feito o cálculo do salário do síndico?

Continue lendo e descubra!

O salário de síndico é uma consequência do aumento no tamanho dos condomínios em relação a unidades, dependências e áreas comuns. Tornando este uma organização complexa e que exige mais tempo e conhecimento para ser administrado.

Antes de explicar como é o salário do síndico, é importante deixar claro que esta não é uma obrigação legal. Ou seja, não há uma lei que obriga o condomínio a remunerar o síndico pela suas atividades. Isso significa que no caso do condomínio fazer esta opção, ela deve constar na convenção do condomínio, descrevendo como será o salário. Para que essa seja uma medida válida, é preciso que tal medida seja aprovada por ⅔ dos condôminos.

O salário do síndico pode ser pago de duas maneiras: direta e indireta. No primeiro caso, é o pagamento de uma remuneração direta para o síndico. A legislação também se omite no que diz respeito a valores de piso ou teto para o salário de síndico. Contudo, em média um síndico que é morador recebe em média de dois a três salários mínimos.

Já na remuneração indireta, é quando o síndico fica isento do pagamento da taxa condominial. Se a taxa for considerada alta, pode ser previsto o pagamento apenas parcial. Lembrando sempre que os valores devem estar descritos na convenção do condomínio.

Estes dois tipos de remuneração são válidos para os síndicos que são moradores. Agora, quando o condomínio opta pela contratação de um síndico profissional. Neste caso, a remuneração é sempre direta. Isso significa que ele deve receber um salário mensalmente. Este é calculado com base no tamanho do condomínio e número de visitas semanais ao condomínio. Em 2017, um condomínio com cerca de 50 apartamentos, tamanho considerado pequeno, paga em torno de R$2.000 a R$2.500 mensais a um síndico profissional.

Se o condomínio optar por pagar um salário ao síndico é preciso lembrar que existem tributações sob o valor. De acordo com a lei, o síndico é um contribuinte individual, não se enquadrando nas regras da CLT. Dessa forma, não há garantia dos direitos exclusivos aqueles com carteira assinada. Porém, ele deve fazer o pagamento da previdência social,sendo responsabilidade do condomínio o recolhimento da contribuição.

E aí no seu condomínio, o síndico recebe salário? Conte para a gente!


Mais informações:

Divulgado por

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com