Negócios em Foco

Programa STEM Brasil, da ONG Educando, amplia trabalho para o Ensino Fundamental II


São Paulo-SP 26/11/2018 12h34

Início será no dia 27, com capacitação de professores em Pernambuco, estado onde a instituição norte-americana estreou no Brasil em 2009

Novembro, 2018 – O programa STEM Brasil, idealizado pela ONG norte-americana Educando, inicia, na terça-feira (27), em Pernambuco, sua ampliação para o Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano da educação básica). Há nove anos atuando na capacitação de professores brasileiros do Ensino Médio, a instituição manterá os moldes do projeto para os docentes do EF II, aprimorando conhecimentos e métodos dos profissionais em aulas práticas nas áreas de ciência da natureza (física, química e biologia) e matemática.

Pernambuco foi o estado onde a ONG estreou o programa, em 2009. “A escolha pelo início por Pernambuco é resultado de duas parcerias históricas importantes para a Educando. A primeira é com o Instituto de Corresponsabilidade pela Educação, que apoia a expansão do STEM Brasil. A segunda vem da Secretaria Estadual de Educação, nossa primeira Secretaria parceira quando iniciamos o programa há quase 10 anos”, explicou Marcos Paim, diretor do STEM Brasil. O novo programa vai impactar 12,8 mil alunos de 16 cidades do estado pernambucano.

De acordo com Paim, a formação dos professores terá a mesma duração do programa no Ensino Médio: dois anos. O objetivo é dar, cada vez mais cedo, subsídios para que os educadores estejam mais capacitados em aulas “mãos na massa”, gerando mais interesse e curiosidade por parte dos alunos.

“Queremos iniciar as atividades de STEM o mais cedo possível nas escolas. Sabemos que, dessa forma, com a continuidade nos níveis posteriores, o impacto será muito maior. E, em termos de estrutura, estamos mantendo o que tem provado ser um formato adequado pelos 17 estados que já atuamos desde 2009, inclusive o tempo de duração das formações”, completou.

Segundo o diretor do STEM Brasil, o calendário é alinhado com os bimestres escolares para, assim, a ONG conseguir trabalhar os tópicos no momento específico em que os professores necessitam do conteúdo. “Para o Ensino Fundamental II oferecemos um apoio diferenciado para os professores, com atividades já alinhadas com a Base Nacional Comum e a introdução de conceitos de Física e Química desde o 6º ano, o que resulta em muito mais interesse dos alunos por ciências”, disse Paim.

Além de Pernambuco, a ONG Educando negocia a fase de capacitação com o Ensino Fundamental II com mais três estados, para início em 2019.

Em Pernambuco

O início do programa STEM Brasil no Ensino Fundamental II em Pernambuco vai impactar 12,8 mil alunos de 16 cidades: Afogados da Ingazeira, Arcoverde, Bonito, Bom Conselho, Cabrobó, Camaragibe, Flores, Floresta, Itapissuma, Recife, Salgueiro, Santa Cruz do Capibaribe, São Bento do Una, Tamandaré, Timbaúba e Trindade. O trabalho será realizado com 112 professores, de 16 colégios, entre terça (27) e sexta-feira (30) da próxima semana.

Assim como a capacitação de docentes do Ensino Médio, o novo projeto será realizado em parceria com empresas privadas e o governo local.

Sobre o STEM Brasil

O STEM Brasil começou em Pernambuco, em 2009, e já treinou mais de 4 mil professores em 670 escolas de 17 estados brasileiros, alcançando um impacto positivo em mais de meio milhão de alunos (575 mil). O sucesso levou o programa a ser adaptado para o currículo mexicano, e o STEM México foi implantado no país no final do mês passado. Segundo levantamento da consultoria internacional ManpowerGroup, engenheiros e profissionais de TI são cargos onde há grande carência de mão de obra em ambos os países.

O programa oferece aos professores formação exclusiva, seguindo uma metodologia própria, que enfatiza a mão na massa para dar vida ao currículo obrigatório de ciências e matemática dos estados brasileiros. As técnicas de ensino são baseadas em atividades práticas e facilitam o aprendizado de conceitos teóricos. Os professores são moldados a fazer os estudantes colaborarem em projetos e a resolverem problemas juntos, com o professor atuando como facilitador.

A formação envolve quatro áreas: física, química, biologia e matemática. Cada professor passa por 180 horas de formação distribuídas ao longo de dois anos. “O objetivo do STEM Brasil é incentivar o professor a despertar a sua paixão nos alunos”, afirma Kelly Maurice, diretora executiva da Educando.

Sobre a Educando

Inspirando Professores > Criando Líderes > Transformando Vidas

Fundada em Nova York em 2002 como World Development and Education Fund (Worldfund), a organização não-governamental passou a se chamar Educando em junho de 2018. Desde o início trabalha em parceria com governos locais para trazer investimentos de empresas privadas para projetos educacionais na América Latina. Em 15 anos, a instituição já levantou mais de US$ 30 milhões em investimentos e capacitou mais de 9,2 mil educadores no Brasil e no México, com impacto em mais de 5,3 milhões de estudantes.

Redes Sociais

Facebook: EducandobyWorldfundBR

Twitter: @educando_br

Instagram: educando_br

Linkedin: Educando by Worldfund

Youtube: Educando by Worldfund


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com