Negócios em Foco

Erros que devem ser evitados ao comprar um carro


Curitiba, PR 21/03/2018 15h18

Algumas dicas são importantes para não errar na hora de escolher um automóvel.

Adquirir um bom carro, para muitos, é um sonho de consumo. Sendo sinônimo de praticidade e conforto, ter um veículo muda o seu estilo de vida.

Para não cometer erros na hora de comprar um automóvel, alguns cuidados devem ser tomados a fim de que o sonho não se torne um pesadelo. Vamos às dicas!

1. Não ter mente a sua necessidade

Uma compra ou aquisição, antes de qualquer coisa, precisa ser pensada. Resista às tentações de comprar um carro apenas por status ou aparência: coloque em foco a sua verdadeira necessidade.

O impulso de comprar um veículo que não atenda às suas condições pode custar caro na hora de usá-lo cotidianamente e/ou mantê-lo. Portanto, diga não ao consumismo e só vá à concessionária quando souber que estilo de carro quer, de qual tamanho, para fazer o que cotidianamente, dentre outras informações específicas da ficha técnica cuja importância você deve apurar.

2. Não considerar as suas finanças

Não se atente apenas às parcelas, desconsiderando o valor total do veículo. O custo total do carro pode e deve ser analisado de acordo com as suas finanças. Lembre-se que ninguém sabe o dia de amanhã e, por isso, é bom que você primeiramente escolha um valor dentro da sua realidade e, depois, procure boas opções de financiamento.

Pode ser que o seu banco não lhe ofereça as melhores condições do mercado, o ideal é você pesquisar e comparar para saber qual é, de fato o melhor negócio para você.

3. Focar nos itens opcionais

A pergunta aqui é prática: você realmente precisa disso? Sabemos que no desempate entre concorrentes faz muita diferença os itens opcionais que o carro leva, mas será que o valor que está sendo cobrado por conta desses itens não inviabiliza a relação positiva entre custo e benefício do bem?

Ainda que muito conforto e tecnologia estejam sendo ofertados, sempre faça uma análise fiel dos fatos, trazendo para si mesmo as suas reais necessidades de consumo. Nem sempre vale a pena pagar caro num carro só porque ele tem diversas funções ou apetrechos. Lembre-se: ele deve ser seguro, funcional e caber no seu bolso, todo o resto pode ser repensado.

4. Não instalar os acessórios na loja oficial

Eis aqui um momento em que a pessoa acha que está sendo esperta, mas na verdade está saindo no prejuízo. Mesmo sendo um pouco mais caro, compensa muito mais estar seguro, tendo seu veículo dentro da garantia e cobertura dada pela fábrica e/ou lojista. Não se precipite. Além de ser uma questão de segurança, é também sobre ser responsável com o bem adquirido.

5. Comprar o carro sem testá-lo

O test-drive não existe à toa. Dirigibilidade não é apenas uma palavra da moda. É superimportante que você esteja satisfeito com o desempenho do seu carro, por isso, teste antes de levar as chaves para casa. Alguns minutos rodando já são suficientes para que você sinta o veículo e saiba se ele é bom para a sua direção ou não, bem como a dinâmica na hora de pilotar. Apesar de ser uma dica simples, pode te poupar de grandes transtornos e arrependimentos. Apenas testando você poderá saber se o tamanho é bom para o que você quer, se adequa a sua família, se o carro é leve ou pesado, qual o desempenho dele em subidas, entre outros fatores a se considerar na hora de escolher o carro ideal.

Se gostou desse post, que tal compartilhar ele com seus amigos em suas redes sociais? Compartilhe!

Informações sobre carros, acesse o site https://www.carrobonito.com/carros/novidades.


Mais informações:

Divulgado por

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com