Negócios em Foco

Luminárias criativas são a bola da vez no design de interiores


Caxias do Sul, RS 07/06/2018 16h43

Estimulado pelo boom da construção civil e do mercado imobiliário, o segmento de decoração está em crescimento no país.

Luminárias fazem toda a diferença na decoração - Tiago Gasperin

Estimulado pelo boom da construção civil e do mercado imobiliário, o segmento de decoração está em crescimento no país, de acordo com a Associação Brasileira de Design de Interiores, essa área teve crescimento de quase 500% nos últimos anos. Cada vez mais os consumidores  buscam por espaços detalhados e personalizados.

No ano passado, as compras pela internet alcançaram aumento de 12% em relação ao ano anterior e somou faturamento de cerda de 59,9 bilhões de reais, segundo informações da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico. Neste contexto, a EBIT revelou, através do relatório Webshoppers, que o setor de Casa e Decoração foi o terceiro que mais vendeu nos três primeiros meses (10,06%) de 2017.

Os amantes de design estão sempre querendo mudar alguma coisinha em casa, mas por diversas vezes esbarram nas dificuldades exigidas pelas mudanças, que vão desde um simples reparo, a demolição de paredes e encontrar nas lojas algo diferente que atenda suas expectativas.

Entre os itens de decoração mais acessíveis e populares, destaca-se as Luminárias. Portáteis, sem necessidade de instalação elétrica e cada vez mais criativas, elas entram nessa jogada como a solução perfeita para brincar com o design de interiores sem precisar revolucionar a casa. O crescimento da indústria de luminárias é movido à criatividade. O velho abajur deu lugar a diversos modelos impressionantes de luminárias (existem modelos clip para prender nas páginas dos livros e até opções que projetam formas, desenhos ou tocam músicas). Segundo Mauricio Vazquez, diretor da distribuidora B2B de produtos criativos Wish Presentes, essas inovações transformaram a maneira como as pessoas veem a iluminação de interiores.

 “Uma vez, as luminárias eram abajures, só mudava a estampa e o tamanho. Hoje, existem opções pensadas para momentos de leitura, diversão ou descanso. Os modelos agora são muito diferentes e conquistaram um lugar especial na decoração de casas e escritórios. E se elas têm lugar na casa do consumidor, é claro que também têm na prateleira do varejo”, disse Vazquez.

Há cinco anos a popularidade das luminárias vêm crescendo no Brasil, e a tendência é que essa onda só aumente. Os dados divulgados na feira Expolux, que aconteceu em São Paulo, em maio deste ano, reforçam isso: o setor de iluminação deve fechar o ano com um faturamento de aproximadamente 3.6 bilhões de reais, o que representa um crescimento de quase 5% com relação ao ano passado.

O mercado ainda tem uma fatia não explorada pelas empresas: o de iluminação quente e fria. Isso porque uma boa iluminação é um ponto-chave para algumas tarefas, mas muitas pessoas ainda não sabem disso e sofrem com dores de cabeça ou cansaço sem entender o porquê.

As duas podem realçar o design de casa, contudo, cada uma é indicada para diferentes usos. Para ambientes onde se deseja relaxamento, descanso e bem-estar, a iluminação quente (mais amarelada) é perfeita. Agora, se o objetivo é concentração e boa definição de cores e texturas, não é preciso pensar duas vezes: iluminação fria funcionará melhor.
Escolher a iluminação correta e apostar na criatividade são os segredos para entrar na onda das luminárias e decorar a casa sem incomodações.


Mais informações:

Divulgado por

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com