Negócios em Foco

Imóveis da zona Sul do Rio de Janeiro são os mais caros da capital fluminense, aponta estudo do Imovelweb


São Paulo 28/05/2019 14h25

No mês de abril de 2019, o preço do metro quadrado na região apresentou valor médio de R$ 13.440,00

Divulgação

O Imovelweb, um dos maiores portais de imóveis do País, acaba de divulgar o Index RJ, estudo elaborado mensalmente pelo portal, que fornece informações a respeito do mercado imobiliário da capital fluminense. No mês de abril de 2019, a pesquisa indicou a zona Sul como a região mais cara para se adquirir um imóvel, registrando preço médio de R$ 13.440,00 por metro quadrado, montante 126,38% mais alto do que o valor médio da capital (R$ 5.937,00 m²) e 283,45% acima da zona Oeste (R$ 3.505,00), região menos valorizada do Rio.

Desde agosto de 2018, os preços para venda de imóveis na cidade maravilhosa seguem estáveis, e, no mês de abril de 2019, houve um aumento de apenas 0,1%. Nos últimos 12 meses, foi registrada uma queda de 0,8% que, em termos reais (IPCA-15), representa uma desvalorização de 5%.

Conheça os bairros mais caros e os mais acessíveis para compra na capital carioca:

Mais caros (m²) Valorização em 12 meses

Leblon

(Zona Sul) R$ 21.559,00 -0,6%

Ipanema

(Zona Sul) R$ 19.969,00 1,2%

Gávea

(Zona Sul) R$ 16.093,00 -1,0%

Mais baratos (m²) Valorização em 12 meses

Honório Gurgel

(Zona Norte) R$ 3.016,00 -3,5%

Santa Cruz

(Zona Oeste) R$ 2.925,00 9,9%

Pavuna

(Zona Norte) R$ 2.270,00 6,9%

O estudo do Imovelweb ainda aponta que os preços dos aluguéis na região continuam em queda. Um apartamento padrão, de 65 m², 2 dormitórios e 1 vaga de garagem, apresentou um valor médio de R$ 1.464,00 mensais, com uma desvalorização de 4%, nos últimos 12 meses. O levantamento ainda registrou uma variação de 373% nos preços dos aluguéis entre o bairro mais valorizado e o mais barato da cidade.

Confira agora os bairros mais caros e mais econômicos para locação:

Mais caros (mensal) Valorização em 12 meses

Leblon

(Zona Sul) R$ 4.059,00 8,5%

Ipanema

(Zona Sul) R$ 3.819,00 5,4%

Botafogo

(Zona Sul) R$ 2.759,00 -4,3%

Mais baratos (mensal) Valorização em 12 meses

Campo Grande

(Zona Oeste) R$ 926,00 -1,9%

Madureira

(Zona Norte) R$ 874,00 -11,5%

Praça Seca

(Zona Oeste) R$ 858,00 -5,1%

Já a rentabilidade dos imóveis no Rio de Janeiro manteve-se estável neste mês de abril de 2019. Sem mudanças significativas, a média anual ficou em 4%, sendo necessários 25 anos de aluguel para recuperar o gasto com a compra do imóvel, 2% mais do que há um ano.

Veja quais são os bairros mais e menos indicados para investir na cidade:

Mais rentáveis % Tendência em 12 meses

Freguesia

(Zona Norte) 5,3% Alta

Curicica

(Zona Oeste) 5% Queda

Camorim

(Zona Oeste) 4,9% Alta

Menos rentáveis % Tendência em 12 meses

Ipanema

(Zona Sul) 3,5% Alta

Maracanã

(Zona Norte) 3,5% Queda

Flamengo

(Zona Sul) 3,5% Queda

Leblon

(Zona Sul) 3,5% Alta

Jardim Botânico

(Zona Sul) 3,2% Queda

Gávea

(Zona Sul) 3,1% Queda

Lagoa

(Zona Sul) 3,1% Queda

“O Rio de Janeiro apresenta um cenário imobiliário bastante atípico. Alguns bairros registram preços extremamente elevados em detrimento a outros, tanto para venda quanto para locação”, explica Leonardo Paz, CEO do Imovelweb. “Ao mesmo tempo, para quem quer investir, vale a pena ficar atento ao indicador de rentabilidade e às oportunidades em localidades menos tradicionais ou badaladas. Porém, aqui continua valendo a máxima: antes de fechar um negócio, não olhe apenas para o preço. Infraestrutura e mobilidade devem ser consideradas”, reitera o executivo.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com