Negócios em Foco

Primeiro solo de humor de Flávio Chato chega em Valinhos no fim do mês


Campinas, São Paulo 21/08/2019 14h38

“Sempre Vendo a Metade do Copo Cheia” será apresentado na sexta-feira, 30, no Teatro Multiuso de Valinhos, às 19h30; ingressos disponíveis para retirada antecipada no site do humorista

Luiz Filipe Alonso

Realizando o sonho de levar aos palcos seu primeiro solo, Flávio Chato está em turnê com Sempre Vendo a Metade do Copo Cheia. Quase mil pessoas já assistiram ao espetáculo, cuja turnê foi iniciada em Indaiatuba/SP; depois, as apresentações passaram por Catalão/GO, Uberlândia/MG, Itatiba/SP e Horizontina/RS. Retornando ao Estado de São Paulo, é a vez de o público de Valinhos curtir a apresentação gratuita, que será realizada na sexta-feira, 30.

Pioneiro no Sit-Down Comedy Brasileiro, uma versão “sentada” do já famoso Stand-up, o comediante Flávio Chato se apresenta às 19h30 em sessão única no Teatro Multiuso da Câmara Municipal de Valinhos, que fica na Rua Ângelo Antônio Schiavinato, 59, no bairro São Luiz. Ao todo, a turnê vai circular por quatro estados brasileiros.

A primeira aparição de Chato nos palcos aconteceu em 2010, logo depois de conhecer Maurício Meirelles (produtor de um dos primeiros grupos de Stand-up no Brasil) e conseguir o primeiro espaço no Seleção do Humor. Ali já foi sucesso. No mesmo ano, participou do extinto Humor na Caneca, que era exibido no Programa do Jô, e cujo reconhecimento lhe rendeu outros contratos para eventos de humor.

Embora faça as vezes de um humorista, Flavio prefere ser conhecido como um rapaz de boas histórias, as quais possam servir de inspiração para que as pessoas enxerguem o lado positivo das coisas. “Minha relação com a comédia se aprofundou em 2003, logo depois do acidente que me deixou paraplégico. Eu podia me abater e me lamentar, mas optei por me manter alegre e sorridente, como sempre fui. Sempre gostei de fazer as pessoas rirem, e hoje faço isso de uma maneira mais responsável, porque o que levo para o palco também tem a intenção de provocar uma reflexão”, comenta Flavio.

O mote do espetáculo versa, em resumo, sobre a inclusão social e as políticas públicas, ainda escassas em um país que contabiliza 6,7% da população como pessoas com deficiência. O percentual, bem abaixo dos 24% anteriores, é resultado de uma nova interpretação para os dados coletados no Censo 2010, divulgada no primeiro trimestre de 2018, para a qual o IBGE contabiliza apenas as pessoas que tenham respondido ter “muita dificuldade” ou que “não conseguem de modo algum” ter “domínios funcionais centrais para participação na vida em sociedade”.

Apesar de permear o auxílio aos deficientes no que tange a busca (ativa) pelo alcance de sonhos e objetivos ao invés da inércia que cerca o “esperar acontecer”, o público-alvo do espetáculo é abrangente e completamente inclusivo, expandindo sua mensagem para todas as pessoas, de todas as idades e sem qualquer distinção.

O espetáculo tem cerca de uma hora de duração e todas as exibições contemplam tradução simultânea em libras. Embora as apresentações sejam gratuitas e abertas ao público, os ingressos são limitados (respeitando a lotação de cada local); a retirada é online e antecipada. A agenda completa pode ser conferida no site www.flaviochato.com.br/proximoseventos.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com