Negócios em Foco

Surge um novo modelo para lojas de ruas  


são paulo, sp 17/07/2018 11h55

Tendência é combinar o melhor do varejo tradicional com o digital

O que seria impensável tempos atrás, tradicionais destinos comerciais formados por lojas de ruas de marcas famosas em grandes centros de consumo, como Nova Iorque, estão ficando vazios, com inúmeros imóveis para alugar, observa Fernando Gamboa, diretor do gA (Grupo ASSA."Isso resulta da combinação de preços exorbitantes de aluguéis e da facilidade de compra pelo e-commerce. O que obriga as marcas a repensarem seus modelos de negócios, bem como adotarem soluções que sejam atrativas para o cliente e que tenham custo compatível", assinala.

Gamboa avisa os varejistas: a tendência que logo deve chegar ao Brasil é combinar os benefícios do comércio eletrônico com a experiência de compra da loja física. Muitos já começaram a abandonar os espaços maiores e mais disputados das grandes lojas, indo para imóveis menores e em áreas menos valorizadas, instalando showrooms.

Isso muda o conceito do varejo de rua, enfatiza o diretor do gA, ao sair do tradicional foco na venda para priorizar a experiência. O cliente pode conhecer os produtos, provar, fazer encomendas e receber em casa. Ainda pode comprar pela internet com toda a comodidade e passar para retirar nestas novas lojas.

Cada dia mais digital, o varejo físico adota as novas tecnologias que tanto ajudam a deslanchar o comércio eletrônico. Revitalizado, pode enfrentar em melhores condições o crescimento ameaçador dos canais digitais. E quem ganha é o consumidor, já que a prioridade nos dois ambientes de negócios é entregar aos clientes a melhor experiência possível de marca e de compras assistidas, flexíveis ou compartilhadas.

Hoje ele pode testar o produto na loja, conferir a qualidade, as opções, comprar e receber em casa, ou comprar depois no virtual e retirar no estabelecimento. Não raro consegue descontos nestas buscas. São múltiplas as opções ao combinar os diversos canais no varejo omnichannel, lembra o consultor do gA.

Contempla inclusive o consumidor mais engajado, aqueles que não olham apenas para produtos e serviços, mas para empresas que adotam boas práticas sociais. Em qualquer situação, a tecnologia é sempre uma aliada. Mais: os modelos de negócios do varejo omnichannel, após incorporarem a cultura digital, exigem gestão integrada, estrutura organizacional moderna, com pessoas mais capacitadas e multidisciplinares, assim como empresas adaptadas às inovações do mundo digital, que conseguem evoluir em sintonia com os desejos dos consumidores, complementa Gamboa.

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com