Negócios em Foco

Tecnologia viabiliza autodatismo no aprendizado de línguas


São Paulo 10/09/2020 14h03

Barreiras econômicas, geográficas e até pedagógicas têm sido superadas com metodologias desenvolvidas pelo próprio aluno

Fluenflix - https://lp.fluenflix.com/inscricao

Embora ainda pareça estranho para muitos, é cada vez mais comum ouvir alguém confessando ter aprendido inglês assistindo à série Friends. Essa é apenas uma das manifestações de uma nova forma de conquistar fluência em outros idiomas que tem atraído muitos profissionais. Auxiliados pelo entretenimento, pelas facilidades de acesso proporcionadas pelo streaming e pela curiosidade e determinação dos autodidatas, eles conseguem superar as barreiras econômicas e geográficas, assim como a falta de tempo para adquirir uma competência constantemente requerida em qualquer processo de contratação e nas trilhas de carreira.

“Basta providenciar ferramentas variadas a custos acessíveis para auxiliar nessa jornada”, diz o americano Kevin Porter, adepto da metodologia e criador da edutech para fluência em inglês FluenFlix.

Ele afirma que foi por meio de novelas brasileiras que começou a “ganhar” vocabulário da língua portuguesa “Isso me permitiu aprender em quatro meses”, diz, lembrando que depois desse processo também aprendeu espanhol e dinamarquês em um espaço muito curto de tempo.

“Eu já havia feito vários cursos por anos sem obter resultados satisfatórios até que decidi fazer um “jejum” de televisão em inglês para aprender português”, recorda.

Com base nesta experiência ele se tornou um dos professores de inglês para brasileiros de maior sucesso no Youtube, com 450 mil inscritos. De acordo com ele, a razão de uma pessoa não conseguir aprender a falar outro idioma sozinha, talvez não seja uma suposta incapacidade de aprender línguas, mas sim o método, ou os métodos, que se testa na ocasião. “O quão chato era estudar?”, pondera Porter.

Assim nasceu a FluenFlix, uma plataforma de streaming que oferece cerca de 400 vídeos com quis, aulas e lives para medir o aprendizado em modelo de assinaturas a partir de R$ 29,90 por mês. A ideia é ser um guia baseado em entretenimento que traz alguns recursos para que autodidatas desenvolvam a fluidez de uma forma mais agradável. “Na nossa concepção, não existe um método objetivamente mais eficaz, como pregam muitos, e sim métodos que funcionam melhor para uma pessoa do que para outra”, diz.

A visionária Marie Kondo já dizia que se algo não te traz alegria, deve ser descartado. “O diferencial da Fluenflix está no entretenimento, na experiência e na imersão em conteúdos nativos. Ela faz com que o aluno aprenda através da diversão, em vez de forçá-lo a fazer mais estudos maçantes e pouco interessantes”, diz Porter.

Além do formato das aulas em filmes e séries, o criador da iniciativa explica que outro foco da startup é diminuir a barreira de entrada para o ensino de inglês. Segundo ele, a FluenFlix é um movimento para fazer com que as pessoas não tenham mais amarras contratuais como parcelas caras que as deixem com medo de começar a aprender.

“Queremos dar liberdade ao aluno, respeitando seu livre arbítrio de poder escolher em vez de se sentir forçado por qualquer motivo. Queremos que o inglês seja divertido e viciante ao invés de maçante, cansativo e forçado.”

A expectativa da FluenFlix é de alcançar 50 mil assinantes até o final do primeiro ano de operação e faturar cerca de R$ 2 milhões por mês. A plataforma planeja ainda lançar o curso de espanhol para brasileiros no mesmo conceito e na sequência levar o projeto para outros países.

Informações pelo link: https://lp.fluenflix.com/inscricao


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com