Negócios em Foco

Vedacit investe em cinco startups de Construção Civil


São Paulo, SP 22/03/2019 18h39

Por meio de processo de inovação aberta empresa pretende transformar seu modelo de negócio e investir na tecnologia de impermeabilização

Marcos Campos Bicudo, diretor-presidente da Vedacit - Amanda Stabile

A Vedacit, empresa brasileira de produtos para a construção civil e líder no mercado de impermeabilização, selecionou para o programa de aceleração Vedacit Labs, que acontece em parceria com a Liga Ventures – aceleradora que conecta startups à grandes empresas –, 5 startups de construção, para receberem, cada uma, um investimento de R$100 mil, além de mentorias de especialistas do mercado de construção civil e oportunidades de explorar sinergias e negócios com a empresa.

O programa foi lançado em agosto de 2018, e recebeu mais de 400 inscrições, das quais 302 foram válidas. O processo de seleção foi iniciado em setembro e, após a etapa de inscrição, foram realizadas 30 entrevistas presenciais ou virtuais e, em dezembro aconteceu um pitch day com 15 das selecionadas, até chegar as 5 escolhidas:

• Doce Lar: especializada no gerenciamento e execução de obras de reformas, melhorias habitacionais e construções com foco na melhoria da qualidade de vida;

• Obrazul: plataforma de catalogação de produtos, fornecedores e profissionais da construção civil;

• Construcode: empresa especializada na otimização do trabalho a partir de software de gestão de projetos de construção, que converte plantas em etiquetas, acessíveis por celulares e tablets;

• Lógica E: indústria de desenvolvimento de produtos eletroeletrônicos voltados para a área da construção civil;

• NetResíduos: que trabalha com o gerenciamento online de dados de geração, transporte e destinação de resíduos.

A escolha das startups passou pelo crivo da variedade dentro do portfólio. “Tentamos mesclar tecnologia digital com o processo construtivo, com dores que a gente escutou bastante do setor de construção civil, seja ele no mundo das construtoras, junto aos lojistas, ou quem tem problemas para contratar um profissional”, explicou Luiz Fernando Guggenberger, gerente de Inovação e Sustentabilidade da Vedacit. “Por sermos uma empresa 100% nacional, a gente quis valorizar o ecossistema brasileiro. Se somos uma empresa brasileira, nós temos que acreditar e apoiar o empreendedor nacional”, complementou.

De acordo com Marcos Campos Bicudo, diretor-presidente da Vedacit, esse processo de inovação aberta tem o objetivo de, através do contato com as startups, ajudar a empresa no processo de transformação de modelo de negócio. “Hoje nós somos uma empresa de produto e nós vamos ser também uma empresa de tecnologia de impermeabilização, que é um processo muito importante no sistema construtivo”, afirmou.

O investimento em startups acontece como uma tentativa de criar novos mercados e expandir o portfólio de ofertas da empresa. “Nós somos um grupo muito sólido e com um compromisso dos nossos acionistas a longo prazo. Então, a Vedacit realmente tem uma estratégia de investimento, buscando se posicionar como uma empresa referente em tecnologia de impermeabilização a longo prazo”, explicou Bicudo.

Entre a Vedacit e as startups foi firmado um contrato de três anos. “Nós não vamos receber do lucro delas. Depois dos 36 meses a gente recebe a opção de ou retornar esse investimento ou transformar em 5% de participação”, explicou Guggenberger. “A gente quer criar um match positivo tanto para nós quanto para as startups. Eles nos remuneram pela venda do serviço delas e vice-versa”, disse.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com