Negócios em Foco

Como conciliar a rotina doméstica com o home office


São Paulo - SP 31/08/2020 16h02

Mesmo após cinco meses do início da pandemia, período a partir do qual o home office se tornou uma realidade, muitas pessoas ainda estão perdidas e com dificuldades para conciliar a rotina doméstica com os compromissos profissionais. Pensando nisto, a especialista em consultoria, organização treinamento de gestão doméstica e corporativa, Chris Craveiro, separou algumas dicas.

De acordo com Chris é possível sim, conciliar a rotina doméstica com o home office, porém não é simples. “É preciso ter algum planejamento e muita organização, principalmente no início desse processo, até que a rotina flua naturalmente sem as pressões que algumas pessoas sentem durante a consolidação dessa fase. Já está comprovado que a presença física nas empresas deixou de ser um sinal de alta produtividade e que qualidades como organização e planejamento fazem toda a diferença para construir um ambiente apropriado para o profissional que hoje trabalha em home office. Isso ocorre uma vez que as casas se transformaram em empresas, escolas, restaurantes, academias, espaços para lazer e uma infinidade de outras funções, que acontecem no mesmo espaço e tempo”, explica.

A especialista salienta, ainda, que é importante não esquecer que no regime de home office estão envolvidas muitas questões não apenas relacionas aos recursos humanos, mas principalmente ao emocional. São essas questões que podem resultar em perda de produtividade. Existem muitas distrações que são difíceis de administrar, visto que envolvem toda a família. Então, quanto mais deixarmos nossas casas equilibradas e harmoniosas, melhor será a reação de todos que a ocupam.

Para quem está em home office e não tem um colaborador para auxiliar na gestão doméstica, é fundamental procurar por mecanismos de facilitação da administração da casa. Uma vez feito isso, todos os seus dias terão atividades específicas e não acumularão trabalho:

Primeira dica: identifique o que lhe incomoda mais. Se é a “bagunça visual” ou se é a dúvida do que fazer em cada dia da semana para manter a casa não apenas em ordem, mas limpa e funcionando fluidamente.

Segunda dica: Procure junto com sua família identificar quais os cômodos ou tarefas devem ser foco de organização e limpeza em cada dia da semana. Por exemplo: qual é o melhor dia para lavar e passar roupa? Obviamente não precisa ser todos os dias, mas a família precisa entender que deverá esperar até o dia correto de ter as roupas limpas novamente no armário.

Terceira dica: não deixe de incluir a família no processo de planejamento da rotina semanal, incluindo as crianças. Isso é importantíssimo, porque temos a responsabilidade de educar a todos no novo processo de funcionamento doméstico, a fim de obter colaboração, compreensão e também respeito. As crianças sentem-se importantes ao receber tarefas da rotina, como, por exemplo, aprender a arrumar a própria cama, guardar brinquedos, etc. Só não esqueça de elogiá-las!

Quarta dica: coloque tudo “no papel”! Isso é fundamental! Existem inúmeros exemplos de planilha de rotina doméstica disponíveis na internet, inclusive em meu site há vários downloads gratuitos: https://www.chriscraveiro.com.br/checklist/) mas todas consistem basicamente no modelo “dias da semana x cômodos a serem faxinados e atividades diárias”.

Quinta dica: invista na contratação de uma Consultoria Doméstica em Organização (ou mesmo Personal Organizer). Para todas as rotinas diárias, esses profissionais irão além de estabelecer os períodos de tarefas (incluindo aquelas que devem ser feitas todos os dias como coleta de lixo, limpeza de pia, arrumação de cama), fazer detalhadamente um check list de itens a serem observados na faxina de cada cômodo, com dicas e técnicas de organização diária, semanal, mensal e anual, que vão poupar um tempo inacreditável e ajudar na manutenção mais prolongada da organização da sua casa.

Erros no momento de conciliar gestão doméstica com o regime de trabalho em home office

De acordo com a especialista Chris Craveiro, acumular funções, não planejar as atividades, entre outros erros podem “afundar” o home office. “Ter muito trabalho no home office é a desculpa mais utilizada pelas pessoas para justificar uma casa bagunçada. Porém, você sabia que um ambiente caótico produz ansiedade? Ordenar a casa é uma atividade externa, mas também trabalha o nosso interior e reflete automaticamente no estado emocional”, explica.

A falta de planejamento também é vilã da produtividade, por isso é importante evitar fazer as tarefas sem uma sequência lógica de produtividade e propósito. Isso torna o trabalho diário bastante cansativo e dá a sensação de que nada foi feito.

Procrastinação é o principal erro, de acordo com a especialista. “A procrastinação é um hábito que começa nas pequenas situações de “deixar para lá” e, de repente, torna-se um vício em todos os aspectos da vida”, completa.

Por fim, Chris salienta que não é porque estamos trabalhando em casa que não devemos tirar o pijama, cuidar da nossa higiene pessoal e principalmente cuidar do nosso lado emocional. Precisamos de um tempo para nosso descanso mental. Não podemos ficar todos os dias preocupados em dar conta de tudo. Tudo bem se não der! Não são poucos os casos de pessoas que foram descuidando da própria saúde e entraram em quadro depressivo. Calma! É uma mudança e mudanças muitas vezes provocam insegurança por medo do desconhecido, mas com uma pequena ajuda e orientação (foco!) você tira de letra!

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com