Negócios em Foco

ARTIGO: Tradutores multi-idiomas e o futuro da aprendizagem de novas línguas


São Paulo, SP 25/10/2018 12h54

Por: Sergio Agudo*, Country Manager da Udemy no Brasil

Divulgação: Udemy Brasil

A velocidade dos avanços tecnológicos realmente afeta todos os setores da sociedade. Idiomas, como um elemento-chave de comunidades e, ao mesmo tempo, uma “barreira” que historicamente tem complicado o entendimento verbal entre elas, não é uma exceção. Idiomas estão passando pela sua própria revolução digital e um bom exemplo disso é, atualmente, a chegada de tradutores multi-idiomas baseados em Inteligência Artificial, capazes de traduzir em tempo real mais de 15 línguas. Pode parecer ficção científica, mas o que se espera destes softwares é que sejam capazes de identificar palavras de diferentes vozes e traduzi-las seguindo um ritmo normal de conversação. De certeza que essa novidade será um marco em diversos setores, dividindo-os em antes e depois de utilizar a solução, como na área da educação, principalmente.

Contudo, alguns ainda se perguntarão: será este o início do fim da arte de aprender um novo idioma? Não será mais necessário comprar dicionários para estudar inglês ou espanhol? Claro, assim será muito mais fácil, mas uma língua nunca será apenas um conglomerado de vocábulos. Existem regras gramaticais, expressões locais, frases formais... No nosso próprio português, por exemplo, é possível mudar a ordem das palavras em certas frases sem perder o sentido do que se está querendo comunicar. No entanto, as construções de frases em inglês não seguem essa mesma lógica. Mas deixando de lado, por ora, as dúvidas que podem vir a surgir sobre a habilidade do software em questão, o processo de aprender um idioma por si só pode fornecer uma importante mais-valia, tanto intelectual quanto culturalmente.

Como acontece quando aprendemos sobre qualquer outro assunto, o estudo de uma nova língua mantém nosso cérebro ativo, o que diminui o processo de envelhecimento mental normal do passar dos anos. A formação das palavras – brincando com prefixos, sufixos e bases verbais em outros idiomas – significa que nós lidamos constantemente com processos de raciocínios. Aprender um novo idioma, no geral, nos leva a crer que há outras maneiras de entender uma língua e que os fatos não são sempre como pensávamos ou como aprendemos que seriam. Sendo assim, é um processo que nos posiciona, aos poucos, dentro de outras culturas, e essa experiência, pelo menos por enquanto, não pode ser por meio de um aparelho digital.

Chegar para uma entrevista de emprego e ser capaz de acompanhar com sucesso a conversa completamente em inglês ou viajar para Berlim e entender alemão porquê você já estudou o idioma são situações que nos proporcionam satisfações pessoais inquestionáveis.

Sem dúvida que as novas tecnologias promovem o aprendizado de novos idiomas. Anos atrás, era praticamente impossível aprender novas línguas de forma autodidata, mas agora você pode estudar com um professor nativo que pode estar em qualquer lugar do planeta, isso sem sair da sua casa. Tudo graças às plataformas de cursos on-line, como a própria Udemy. É possível, também, treinar nosso vocabulário todos os dias enquanto estamos no transporte público, por exemplo, bastando um simples aplicativo móvel.

Resumindo: Inteligência Artificial está ajudando a transformar a barreira linguística, mas por enquanto é melhor não colocar no currículo que seu nível de russo ou mandarim é avançado caso você nunca tenha estudado nenhum dos dois.

*Sergio Agudo é o Country Manager da Udemy para o Brasil, maior marketplace global de ensino e aprendizagem, com mais de 80 mil cursos ministrados e 35 mil instrutores em mais de 50 idiomas. Ele e sua equipe são responsáveis ​​por trazer uma experiência única para estudantes e instrutores de língua portuguesa. Sergio tem desenvolvido o mercado brasileiro na Udemy desde 2015 e, antes disso, trabalhou na Visa, American Express e em startups nos Estados Unidos, onde morou por quase 15 anos. Ele se formou em Administração de Empresas pela FGV-EAESP e obteve seu MBA na Thunderbird School of Global Management, nos EUA.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com