Negócios em Foco

Umas das categorias do prêmio Excelência da Saúde 2018 é “Boas Práticas e Compliance”, reporta o advogado Fagali


22/08/2018 10h33

A categoria irá premiar as organizações da saúde que mais se sobressaíram positivamente em relação à implementação de políticas, programas de conformidade e regras de conduta em suas unidades

DINO

De uns anos para cá, tem-se discutido bastante, no Brasil, a respeito da importância das empresas estarem em conformidade com os termos legais. Sendo assim, não é surpresa que o tema seja contemplado por diversas frentes no país. É o que acontece, por exemplo, no prêmio Excelência da Saúde 2018, que tem entre suas 13 categorias de premiação a que é nomeada de "Boas Práticas e Compliance", salienta o advogado Bruno Fagali, que também é membro da Fagali Advocacia.

Em termos nacionais, o assunto relacionado ao compliance ganhou força, principalmente, depois de alguns escândalos de corrupção envolvendo companhias brasileiras. A criação, em 2013, da lei 12.846/13, conhecida como Lei Anticorrupção também deu visibilidade à questão. A legislação, regulamentada em 2015, é a responsável por orientar a formulação de programas de integridade corporativa ou de ética e compliance dentro das empresas.

Preocupar-se em estar em conformidade com as normas legais que evolve o ambiente corporativo está em evidência nos dias atuais. Tanto que a maioria dos contratos com a administração pública, por determinação legal, só podem ser realizados com organizações que possuem implementados em seus sistemas organizacionais programadas de compliance.

O Excelência da Saúde

Fagali acentua que o prêmio anual Excelência da Saúde, realizado pelo Grupo Mídia — empresa brasileira, com sede na cidade paulista de Ribeirão Preto, que atua há mais de dez anos em comunicação diversificada — já está em sua 5ª edição.

A ideia do prêmio é reconhecer as instituições de saúde que estiveram em destaque no setor, no último ano, em diversas categorias. A de "Boas Práticas e Compliance" irá premiar as organizações que mais se sobressaíram positivamente em relação à implementação de políticas, programas de conformidade e regras de conduta em suas unidades.

Para cada umas das 13 categorias serão eleitas três instituições, mas sem ranqueamento entre elas. Desta forma, um total de 39 organizações sairão premiadas. "A base de dados para eleger os ganhadores é a inscrição de cases no portal healthcaremanagement.com.br juntamente com a análise de mercado referente às grandes inovações das instituições no último ano realizada pelo Conselho Editorial do Grupo Mídia", ressaltou o portal oficial de eventos do Grupo Mídia (eventos.grupomidia.com).

Além da categoria "Boas Práticas e Compliance", as instituições da saúde também serão analisadas de acordo com outras 12 classes. São elas: Engenharia Clínica; Ensino e Pesquisa; Hotelaria Hospitalar; Filantropia; Gente e Gestão; Ensino e Pesquisa; Arquitetura e Engenharia; Enfermagem; Investimentos; Qualidade e Segurança; Tecnologia; e Responsabilidade Socioambiental, reporta o advogado Fagali.

A solenidade de premiação do Excelência da Saúde 2018 está prevista para o dia 22 de setembro, durante o Fórum Healthcare Business 2018, realizado pelo Grupo Mídia, no Casa Grande Hotel Resort & Spa, na cidade do Guarujá, em São Paulo.

Bruno Fagali reforça que os ganhadores do prêmio serão escolhidos pelo conselho editorial do Grupo Mídia — que é formado por jornalistas, editores, diretores e publisher. A lista oficial das instituições reconhecida pelo Excelência da Saúde 2018 será divulgada na "Healthcare Management", uma publicação voltada para a gestão e negócios na saúde.

O Fórum Healthcare Business

"Em busca do tempo perdido: a gestão do tempo e a produtividade na Saúde" é a temática que será debatida pelo Fórum Healthcare Business este ano, entre os dias 21 e 23 de setembro.

A intenção do evento do Grupo Mídia, nesta edição, é promover o encontro de grandes estudiosos e lideranças do país para discutir sobre tempo, produtividade e alta performance aplicados a modelos de gestão flexível, humanizada e baseada nas relações colaborativas.

O advogado Fagali

Bruno Fagali é membro e sócio-fundador da Fagali Advocacia. O advogado possui uma grande experiência — tanto em âmbito profissional quanto no aspecto acadêmico — nas áreas consultiva e contenciosa do Direito Público, do Direito Publicitário e da Comunicação, do Direito Anticorrupção, do Direito Parlamentar e do Direito Eleitoral.

Graduado em Direito, no ano 2009, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Fagali é, ainda, especialista em Compliance pela Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV-Gvlaw); especialista em lato sensu em Direito Administrativo pela FGV-Gvlaw e, também, pela Universidade de São Paulo (USP); e Mestre em Direito Administrativo pela Faculdade de Direito da USP.

O sócio-fundador da Fagali Advocacia tem, ainda, um Certificado em Healthcare Compliance lato sensu pelo Conselho Brasileiro de Executivos da Saúde (CBEXs). E, além disso, é associado efetivo e coordenador da "Comissão Ética e as Agências de Publicidade", do Instituto Brasileiro de Direito e Ética Empresarial (IBDEE).

Por sua vez, a Fagali Advocacia, segundo o site oficial da empresa, "foi concebida com um principal e específico propósito: conjugar o profundo conhecimento de sua equipe sobre as áreas nas quais o escritório atua com a mais absoluta dedicação aos seus clientes".

O empreendimento de Bruno Fagali opera nas áreas do Compliance; Direito Público; Direito Anticorrupção; Direito Publicitário e da Comunicação; Direito Parlamentar; e Direito Eleitoral.


Mais informações:

Divulgado por

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com