Negócios em Foco

Mais de 30 editoras e autores independentes confirmados na Casa da Porta Amarela – FLIP 2019


28/06/2019 14h34

Pelo terceiro ano consecutivo, a Casa da Porta Amarela leva a Paraty editoras e autores da cena editorial independente, em quatro dias de programação própria voltada à ficção, não ficção, poesia, quadrinhos, publicações independentes e produções artísticas.

No quintal mais colorido, diverso e descontraído da Flip, as editoras e autores apresentam sua produção na feira de publicações e conversam diretamente com o público.

Organizada desde 2017 pelo quadrinista Murilo Martins e pela editora Lizandra Magon de Almeida, da Pólen Livros, a Casa este ano também é encabeçada por Ivan Zumalde e Susanne Sassaki, da Mymag, editora especializada em revistas, que traz para a programação várias edições que estão reinventando esse mercado. "São publicações de nicho, que mostram que o formato não morreu. Pelo contrário, continua forte e diversificado, mas agora mais acessível à produção independente", afirma Zumalde, jornalista e editor.

Diversidade na forma e no conteúdo

A programação começa na quarta-feira, dia 10, com um "esquenta" que reúne editores e simpatizantes em uma sessão de terapia em grupo - um encontro para discutir como sobreviver e crescer no mercado atual. "Toda a programação foi desenvolvida em parceria com as editoras parceiras, que propuseram temas e autores para discutir temas ligados a seus catálogos e à sua realidade editorial", explica Lizandra Magon de Almeida, editora da Pólen Livros, que publica livros voltados a questões da mulher e temáticas atuais, como a Coleção Feminismos Plurais, coordenada por Djamila Ribeiro, e "Heroínas negras brasileiras em 15 cordéis", de Jarid Arraes, que este ano integra a programação oficial da Flip.
Mercado, formação, produção, distribuição e criação estão entre os temas que os integrantes da Casa e seus convidados vão discutir. Entre os destaques, na faixa das 15h o

Instituto Vera Cruz apresenta mesas com curadoria do autor Roberto Taddei, coordenador do curso de pós-graduação em Formação de Escritores, sobre não ficção literária, que dialogam com o homenageado do ano na Flip, Euclides da Cunha.
"O objetivo da Casa é mostrar a diversidade de temas, estilos de catálogo, formas de produção e enfoque do cenário brasileiro editorial atual, e discutir questões políticas importantes, nesse momento em que as instituições não estão mais representando ninguém", explica Murilo Martins, idealizador da proposta da Casa, que é resultado de uma feira experimental realizada em 2016.
"Participar de eventos literários é uma das melhores formas de chegar até o público, já que não só as livrarias estão em crise, como também as grandes redes nunca se aproximaram dessa produção mais artesanal, ou dos livros que as editoras da Casa produzem", completa.

A Casa na sua casa

Este ano a Casa também traz uma campanha de crowdfunding, para levar a mais pessoas essa experiência e ainda ajudar a garantir o financiamento do evento. A campanha - intitulada A Caixa da Porta Amarela - traz caixas temáticas com publicações das editoras e artistas do evento.
A caixa principal conta com 10 publicações, entre livros, revistas independentes, zines e postais exclusivos. Outras caixas, temáticas, agradam os gostos mais específicos. Se sua parada é música, tem a Caixa de Música. Se é fotografia, tem a Caixa Foto/gráfica. E tem a caixa de Revistas Independentes, de Quadrinhos, de Zines, todas com o mesmo espírito: arte e conteúdos impressos pelos participantes da Casa, muitos deles fora do circuito das grandes livrarias.
Entre os prêmios está uma experiência que a Casa este ano estende a quem não pode ir a Paraty: a oficina Arredondando a Ideia, consultoria editorial expressa para quem quer produzir uma publicação mas não sabe como, ou para quem tem algum projeto mas que emperrou em algum lugar. Murilo Martins e Lizandra Magon de Almeida dão aquela força - ou aquela crítica que falta, às vezes, para uma ideia ficar redonda.

O crowdfunding está em: catarse.me/acaixadaportaamarela

A Casa da Porta Amarela
Rua da Cadeia, entre a Rua do Comércio e a Domingos Gonçalves de Abreu Funcionamento
De quarta, dia 10, às 17h30 até domingo, dia 14, às 14h00.



Mais informações:

Divulgado por

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com