Negócios em Foco

Cidades inteligentes vão mudar a cara do Brasil de Jair Bolsonaro


São Paulo 05/11/2018 14h33

O Brasil entra em uma nova era, com a escolha de um candidato de direita nas eleições de 2018. Jair Bolsonaro junto com o economista Paulo Guedes, prometem um país mais eficiente. Isso inclui redução da burocracia e da própria máquina pública.

O Brasil entra em uma nova era, com a escolha de um candidato de direita nas eleições de 2018. Jair Bolsonaro junto com o economista Paulo Guedes, prometem um país mais eficiente. Isso inclui redução da burocracia e da própria máquina pública.

"Mais Brasil e menos Brasília." - Jair Bolsonaro no discurso de posse.

Para que essas medidas sejam adotadas é preciso estabelecer um pacto federativo, que inclui uma participação ativa de prefeituras e municípios. Essa nova medida citada no pronunciamento do novo presidente, estabelece que a destinação da verba pública vai dessa vez de baixo para cima, ou seja, o dinheiro dos impostos primeiro tem como destino a região local e estadual, para depois ir para a União. O oposto do que acontece hoje.

Um modelo público que funciona com sucesso há décadas nos países mais desenvolvidos. E para que uma cidade aproveite dessa nova medida, é importante que abrace a transformação digital.

Existem hoje inúmeras cidades inteligentes ao redor do mundo, que apostaram na eficiência para reduzir gastos, para assim sobrar o máximo de recursos para investir em infraestrutura, segurança, saúde, transporte e educação.

Uma cidade inteligente funciona com uma central, que monitora todo sistema de transporte, energia, segurança, orçamento disponível e todos principais indicadores(KPIs) dentro da região. Desta forma o gestor público tem controle 24h sobre tudo o que acontece e consegue tomar as melhores decisões na hora de destinar os recursos.

No país já existem algumas empresas que prestam esse serviço de transformar digitalmente uma cidade inteira, como o é o caso do GrupoOrion. "Um sistema assim está 100% preparado para esse novo modelo de gestão que o novo presidente promete", comenta Rodrigo Mizuno, diretor do grupo.

A tecnologia já está disponível e os gestores públicos podem buscar essa alternativa ao antigo modelo de público, que não está alinhado financeiramente com as propostas do novo presidente.


Mais informações:

Divulgado por

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com