Negócios em Foco

Consultar multas é mais fácil do que se pensa


São Paulo - SP 27/08/2018 08h45

Não é agradável ser multado no trânsito. Aliás, o ideal seria que isso não acontecesse, muito embora existam infrações que cometemos por simples falta de atenção e descuido. Ter o veículo multado pode trazer uma série de transtornos, como por exemplo ter o CRLV, que é o documento anual do automóvel, bloqueado pelo departamento de trânsito.

O problema é que tem muito dono de carro e moto multado sem saber. Isso acontece porque os departamentos de trânsito, as prefeituras e a União nem sempre fazem a notificação por meio de carta, optando por registros nos diários oficiais, que praticamente ninguém acessa. No entanto, é possível consultar multas pela internet, de forma simples e fácil.

Na verdade, consultar a existência de multas é mais fácil do que se parece. O único empecilho é que cada estado possui um site diferente para o seu departamento de trânsito. E a checagem da existência de débitos por infrações deve ser feita no estado de origem do emplacamento do carro. Para isso, basta ter a CRLV em mãos para conferir a placa e o código Renavam.

Como consultar multas?

Em primeiro lugar, é preciso entrar no site do departamento de trânsito do seu estado, e procurar por links como “consultar situação do veículo”, “verificar a existência de débitos” ou “consultar multas”.

Se a multa foi registrada por algum município ou pelo próprio estado, será possível emitir a guia para pagamento de imediato. Porém, a infração pode ter sido feita a partir de um delito cometido em uma rodovia federal, seja pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) ou por um próprio radar automático. Neste caso, será preciso acessar o site da Polícia Rodoviária Federal para acessar o boleto e pagar o débito.

As principais infrações de trânsito

Poucos sabem, mas é possível recorrer de muitas multas e até transformá-las em advertência. Para isso, o condutor deve ter cometido uma infração leve, e não ser recorrente nos últimos 12 meses. Um consultor para casos que envolvem veículos pode auxiliar sobre os trâmites necessários para fazer esta conversão. Há, inclusive, sites na internet especializados neste tipo de serviço, como o Meu Despachante.

Conforme o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), as principais causas de multas estão relacionadas à imprudência e falta de atenção do condutor. Confira as mais comuns:

Excesso de velocidade

Avenidas e estradas estão cada vez mais equipadas por radares. Muitos chamam de indústria da multa, embora seja um grande aliado para a segurança no trânsito. Afinal, mantendo a velocidade permitida no trecho, se reduz a possibilidade de acidentes graves.

Em 2018, até julho, foram mais de 10 milhões de multas desta natureza emitidas em todo o Brasil, uma verdadeira epidemia. E as consequências são pesadas para o nosso bolso, conforme determina a legislação.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a multa para este tipo de infração pode ser média (quando a velocidade alcançada for até 20% acima da máxima permitida), grave (entre 20% e 50%) e gravíssima (quando supera os 50%). Nestes casos, respectivamente, os valores das multas são R$ 130,16, R$ 195,23 e R$ 880,41.

Sem o cinto de segurança

Mais de 200 motoristas foram flagrados, em todo o país, cometendo esta infração em 2018. Segundo o CTB, a infração é grave e a multa de R$ 195,23.

Ah, e nunca é demais lembrar que o cinto de segurança salva vidas e reduz a possibilidade de ferimentos graves em casos de acidentes.

Uso do celular ao volante

Ao consultar multas, o condutor muitas vezes é surpreendido pelo registro de infração pelo uso de celular ao volante. Este abuso, aliás, cresce gradativamente a cada ano, e existem especialistas que fazem previsões alarmantes. Segundo eles, o uso de celular ao volante pode vir a ser, em um futuro próximo, a principal causa de multa dos condutores brasileiros.

Em todo o ano de 2017, foram mais de 650 mil multas registradas por este motivo no Brasil. E o valor a ser pago pelo responsável do veículo não é nada agradável: R$ 300 e perda de sete pontos na carteira, por se tratar de uma infração gravíssima.

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com