Negócios em Foco

Home-office demanda atenção à cadeira de trabalho


São Paulo - SP 27/08/2020 14h06

Confira dicas e opções para escolher peça ideal

Um dos primeiros cuidados deve ser com as condições da cadeira que se utiliza para o trabalho

Com a incerteza do futuro da pandemia e a necessidade de reduzir custos nas empresas, cresce em todos os setores do mercado a expectativa de que a prática do modelo de trabalho home-office continue sendo adotada mesmo após o surgimento de uma vacina.

Antes, o que era visto como algo impraticável pela maioria dos gestores, agora se transformou em uma realidade. Segundo pesquisa realizada pela ISE Business School, 80% dos executivos de empresas nacionais aprovaram a experiência com o modo de trabalho em casa. Entretanto, a estrutura do escritório não é encontrada tão facilmente dentro do lar. Um dos primeiros cuidados deve ser com as condições da cadeira que se utiliza para o trabalho. Pois, nela passamos a maior parte do tempo.

“O conforto é algo quase que intangível quando tenta-se materializá-lo, porém o desconforto é muito latente quando o uso de um móvel inapropriado ocorre”, destaca Paulo Bonatelli, consultor técnico de produtos do FK Grupo. Para ele, a oferta de ajustes em uma cadeira de trabalho existe para que os aspectos ergonômicos sejam contemplados e minimizem o desconforto causado pelo longo período de uso.

Segundo Bonatelli, o móvel precisa se adequar às diferentes posturas em que nos colocamos ao longo do expediente. Por isso, é essencial que possa haver o devido ajuste da altura do assento em relação ao piso, um amortecedor a gás pressurizado ou outro sistema que permita o amortecimento. Além disso, acompanhar o movimento também é fundamental para uma cadeira que se proponha ao uso profissional, seja com a utilização de rodízio de rodas duplas e de duplo giro ou apoio de braços reguláveis em altura e com materiais macios ao toque, que se somam a inclinação do encosto e o apoio cervical. “Tudo isso é pensado para que a pessoa tenha o melhor desempenho possível durante o trabalho, sentindo-se menos desconfortável”, afirma.

Porém, após algumas horas de uso, a qualidade dos materiais de construção e acabamento desses móveis também fazem toda a diferença. Um dos principais diferenciais está na utilização de uma espuma de alta densidade (acima de 45 kg/m3), que garante maciez superior para o conforto do assento, bem como na escolha de tecidos tramados ao invés de laminados impermeáveis para revestimento dos estofados, pois permitem troca térmica com o ambiente. “Há também os encostos telados, que são uma ótima pedida para ampliar o conforto físico e térmico nas costas de quem usa a cadeira”, completa Bonatelli.

Como a certificação de cadeiras de escritório ou de trabalho ainda é voluntária no Brasil, um produto que possua a qualidade atestada por algum órgão independente, mas reconhecido pelo Inmetro, possui resistência, durabilidade, estabilidade e aspectos de segurança necessários para o uso correto.

Para quem procura harmonizar o ambiente de trabalho com a decoração de casa, cadeiras com formas mais orgânicas e com características menos formais são ideais. Como exemplo, a Ayra, da F.Way, que consegue se adequar bem às duas necessidades. Nela, o designer Christoph Jenni desenvolveu uma peça em que o minimalismo encontra perfeita consonância com texturas e formas extremamente humanas. Com os elementos estruturais, Ayra supera o desafio de combinar o sintético ao orgânico. Os pés são em alumínio e contam com junções fluidas e mecanismos perfeitos.

Já para quem prefere algo mais tradicional, mas sem deixar de ser inovador, a cadeira Ing conta com características especiais. Produto desenvolvido pela empresa japonesa Kokuyo, umas das líderes mundiais em mobiliário corporativo, e trazida para o Brasil com exclusividade pelo FK Grupo, possui por baixo da superfície do assento um mecanismo de deslizamento que se move livremente em 360 graus, acompanhando cada sutil movimento do corpo humano.

A peça distribui a pressão corporal com movimentos naturais e não necessita de ajuste, já que apresenta uma inclinação livre, para a frente e para trás, até torções para esquerda, direita e diagonal, se adaptando a postura da pessoa sentada. O que, segundo estudos feitos pela empresa desenvolvedora, possibilita que o corpo fique sempre ativo, gerando uma queima calórica equivalente a uma caminhada de 1,5km, após quatro horas de uso.

Sobre a F.Way

Criada em 2014, a F.Way surgiu da ideia do FK Grupo desenvolver sua própria linha de assentos corporativos. A marca veio para atender a nova demanda do mercado de escritório alinhado com as novas tendências de trabalho colaborativo. Os produtos têm a curadoria do arquiteto e designer Ricardo Bello Dias. Em 2016, houve o lançamento oficial para o varejo com foco no mercado de ambientes colaborativos, com sofás, cadeiras e móveis para áreas de reuniões rápidas, que prezam pela ergonomia e garantem grande adaptabilidade ao usuário. A qualidade de engenharia e o desenvolvimento pela verticalização dos processos são os grandes diferenciais industriais e garantem o controle de qualidade em cada componente e mecanismo.

www.fway.com

@fway_oficial

(14) 3662-9000


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com