Negócios em Foco

Dicas de empreendimento: Como montar um buffet em domicílio


São Paulo 23/07/2019 11h29

Produzir uma festa é fazer com que os convidados se sintam bem servidos e acolhidos pelos funcionários do buffet

Nos últimos anos, a tendência para a realização de eventos, como festas de aniversário, noivado e mini wedding nas residências vêm ganhando cada vez mais adeptos.

Esse cenário reflete o desejo de muitas pessoas em promover comemorações mais intimistas e práticas. No entanto, serviços de decoração e buffet continuam sendo solicitados e devem manter o rígido padrão de qualidade.

Essa realidade demanda trabalhos especializados e que sejam capazes de se adequar à dinâmica do modelo “festa em casa”, sem deixar de lado a excelência na elaboração do cardápio e no modo de servir.

Se você trabalha nesse ramo ou se pretende criar uma empresa especializada em festa em domicílio, veja quais são os passos que devem ser dados para que seu negócio ganhe credibilidade e seja referência na área.

Cardápio versátil e variado

O cardápio é o protagonista da sua empresa e deve apresentar produtos de qualidade, levando em consideração a diversidade do paladar e as restrições alimentares dos convidados.

O ideal é apresentar ao cliente 3 opções de menus que se adéquam ao contexto do evento. Seus serviços devem atender, desde festas infantis, encontro descontraído entre amigos até um jantar mais formal.

Não deixe de ter em mente que os alimentos serão transportados até a casa do anfitrião. Portanto, a maioria do preparo deve ser feita em momento anterior ao da festa.

Isso quer dizer que você deve criar cardápios com produtos que podem ser consumidos até determinado tempo depois de preparados, optando sempre pela excelência do sabor, a qualidade e a apresentação do prato.

Evite alimentos que desidratam com facilidade e ficam com aspecto fosco e envelhecido. Além disso, não deixe de fora de nenhum cardápio algumas opções de pratos para veganos, vegetarianos e pessoas com intolerância a glúten e lactose.

Leve em consideração a formalidade da ocasião. Uma dica é apostar na finger food, salgados e sanduíches se a festa for mais descontraída.

Festas formais pedem cardápios mais elaborados, com receitas que levam ingredientes gourmet, mas sem deixar a praticidade de lado.

Infraestrutura

Quando estamos dando início a um novo negócio, a tendência é querer oferecer serviços que implicam em uma infraestrutura maior do que nossa realidade. Portanto, mantenha sempre o pé no chão.

Você deve ser reconhecido no mercado pelos serviços que você presta com qualidade e compromisso. Cuidado para não aceitar pedidos que não condizem com os recursos humanos e materiais de sua empresa. Isso pode trazer mais prejuízos do que benefícios.

Dito isso, é importante que você considere os seguintes elementos:

Equipe de funcionários- Diferentes tipos de eventos pedem equipes distintas. Em se tratando de garçom, a média é de 1 profissional para 20 pessoas.

A equipe de limpeza deve ser contratada levando em consideração, além do número de convidados, o tipo de alimento que será servido e o número de equipamentos que serão manuseados durante a festa. O número mínimo é de 2 profissionais para eventos pequenos.

Toda a equipe deve estar alinhada com o trabalho fornecido. Evite criar condições de rotatividade de colaboradores. Sempre tenha uma lista de pessoas que realizam serviços de qualidade e que estejam de acordo com o perfil da empresa.

Logística- O sistema de operação de um buffet em domicílio é o mesmo do que é contratado para servir um salão de festas. A diferença está na adaptação do trabalho para os espaços das residências.

Você e sua equipe são responsáveis por montar o espaço de alimentação, pelo atendimento e pela comida. Na hora de definir o horário no contrato, inclua o tempo necessário para a instalação e retirada dos equipamentos.

O cliente deve estar ciente do horário em que a empresa vai iniciar e terminar as atividades. Apesar de parecer sem importância, isso evita desentendidos relacionados ao término da festa e do esgotamento de alimentos.

Contrato e pagamento- Tudo o que será fornecido deve estar detalhado no contrato. Ele deve abrigar o número de pessoas que serão atendidas na festa, a quantidade de funcionários que irá trabalhar e a duração do tarefa.

Além disso, deixe claro que pratos e bebidas serão fornecidos em termos de quantidade, marca e descrição de cada produto.

Em relação ao pagamento, o ideal é receber uma porcentagem do valor total no dia da assinatura do contrato. Cabe a você decidir sobre as formas de pagamento que serão aceitas. O importante é sempre dar mais de uma opção ao cliente.

Precificação- Os preços devem ser calculados com base nos gastos fixos e variáveis, margem de lucro, pagamento de funcionários e mão de obra. Leve todos esses elementos em consideração na hora de estipular o valor por pessoa.

Equipamentos- É necessário investir em uma variedade de copos, louças, pratos e talheres que estejam coerentes com a natureza do evento.

Além disso, é preciso de uma estrutura que conte com forno elétrico, ilhas para buffet, mesa térmica, coolers, freezer, geladeira, micro-ondas, fogão e outros equipamentos que vão sendo adquiridos ao longo do tempo.

Como você pode notar, esse item implica em grande volume de objetos que devem ser guardados em locais apropriados para estarem em boas condições no dia do evento. Evite empilhá-los e deixar em áreas onde há presença de umidade ou calor excessivo.

O mais apropriado é contratar uma atividade de self storage. Com isso, todos os equipamentos poderão ser guardados em condições favoráveis de conservação e segurança e você pode ter acesso a eles sempre que precisar.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com