Negócios em Foco

Consórcio: realizar o sonho da casa própria é possível


Brasília-DF 25/01/2019 11h55

FGTS pode ser utilizado no Consórcio Bancorbrás

Foi anunciado pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) o novo limite máximo do valor do imóvel que pode ser adquirido utilizando recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O teto, anteriormente de R$ 950 mil, nos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, São Paulo e no Distrito Federal, passou para R$ 1,5 milhão. Além disso, de acordo com a Resolução do Banco Central do Brasil nº 4.676/18, desde 1º de janeiro/2019, o FGTS poderá ser utilizado também para complementação do valor de aquisição do imóvel no Sistema de Consórcio.

O FGTS é uma reserva importante para os trabalhadores, e que vai crescendo com o passar dos anos de carteira assinada. O uso do fundo para adquirir o primeiro imóvel é bastante comum. Se a opção for utilizar a quantia no sistema de consórcios, os trabalhadores podem utilizar o saldo para oferta de lance ou como complemento da carta de crédito com o objetivo de adquirir imóvel residencial pronto ou em construção; ou, após contemplação, para amortizar o saldo devedor, pagar parte das prestações ou liquidar a dívida. “O consórcio é, sem dúvida, a forma mais barata de adquirir um imóvel e se existe um bom valor de FGTS, isso fica ainda mais simples”, comenta José Climério Silva de Souza, Diretor Executivo do Consórcio Bancorbrás.

Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio (ABAC), de janeiro a setembro de 2018, 2.586 trabalhadores, participantes do consórcio de imóveis, utilizaram cerca de R$ 112,05 milhões do saldo das contas do FGTS. Desse valor, 62% foi direcionado para a aquisição de imóveis prontos, 17,6% no abatimento do saldo devedor, 9,7% para liquidação de saldo devedor, 6% no pagamento de parte das prestações e 4,4% em compra de imóvel em construção.

Consórcio - como utilizar o seu FGTS?

 Como oferta de “lance” para contemplação da cota

 Para complementar o valor na compra de imóveis

 Para amortizar ou quitar o saldo devedor do consórcio após a compra do imóvel

 Para pagamento de parte do valor das prestações (após a compra do imóvel). Nessa modalidade é possível pagar até 80% do valor de 12 prestações, incluindo, no máximo, três em atraso.

Para liberação dos recursos do fundo, o trabalhador e o imóvel devem atender aos requisitos estabelecidos pelo Conselho Curador do FGTS.

Contato | Anuncie
Copyright © 2021 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com