Negócios em Foco

Crescimento de microfranquias fortalece aposta no segmento


Porto Alegre, RS 15/07/2019 11h42

Segmento registrou crescimento de 8% no último ano, apesar do momento atual da economia

O segmento de microfranquias (operações que contam com investimento inicial de até R$ 90 mil) registrou crescimento de 8% no último ano. No comparativo com 2017, os dados levantados pela Associação Brasileira de Franchising (ABF) envolvem tanto redes puras - que trabalham apenas com microfranquias -, como as mistas, que possuem também o modelo tradicional de investimento.

Além disso, mesmo com a situação econômica do Brasil estando incerta nos últimos anos, a ABF mostra um dado interessante. As microfranquias se mantêm como uma opção interessante para empreender. Para as franqueadoras, esse é um excelente modelo de negócio. Isso porque consegue abranger um público mais amplo e, portanto, chegar a novos mercados. Isso expande a presença da rede, trazendo mais opções de pontos comerciais.

Taxa de mortalidade de microfranquias

Seguindo o exemplo do Franchising, as microfranquias também tiveram queda no índice de mortalidade. Dos 7,2% registrados em 2017, em 2018, o índice caiu para 5,7%. Já em relação ao retorno do investimento, a ABF mostrou outra informação importante. Em suma, 41% das microfranquias recuperam o valor utilizado para sua abertura em um período de 12 a 18 meses.

O crescimento no número de franquias foi motivado pelo empreendedorismo. Marcas que possuíam como objetivo a expansão dos seus negócios, investiram no segmento. A maioria das empresas eram redes puras que abriram seu mercado para as duas modalidades de negócios.

Setor de Saúde, Beleza e Bem-Estar segue destaque como microfranquia

Em maio deste ano, a ABF divulgou um relatório que apontou que o segmento de Saúde, Beleza e Bem-Estar foi um dos que mais se destacou em 2019. Englobando a área de serviços médicos e odontológicos, o setor registrou o crescimento de 9,2% em relação ao mesmo período de 2018, que foi de 6,7%.

O segmento é um dos três maiores em número de redes de operação no Brasil. As microfranquias seguem as mesmas regras e condições estabelecidas pela Lei de Franquias (nº 8.955/94). Outra vantagem do investimento, é que apesar de menor porte, uma microfranquia pode obter faturamento igual ao de uma franquia tradicional, por exemplo.

Um exemplo de empresa que investiu na opção das microfranquias é a Dental Arte. Convertendo-se em uma rede mista, a microfranquia pede um investimento inicial entre R$ 30.000,00 a R$ 50.000,00. Além disso, o franqueado conta com o prazo de payback de até 18 meses.

Além disso, quem opta pela abertura de uma franquia tem ao seu lado todo o know-how da marca. Também possui a facilidade de dividir a gestão do negócio. A franqueadora, em geral, presta suporte em setores como Marketing, Financeiro, Compras, Recursos Humanos e Jurídico, além de investir na captação de novos pacientes para o consultório. Como resultado, você tem mais tempo para investir na expansão do seu negócio.

Personalização do consultório

Na modalidade de microfranquias, a Dental Arte atende apenas a dentistas. Na Dental Arte para Consultórios, o profissional pode converter seu consultório com até três cadeiras para a marca. Nesse ínterim, o franqueado conta também com a personalização da clínica, onde logo na fachada, já exibirá seu nome junto ao da rede. Dessa forma, além de evidenciar a parceria, em primeiro lugar, a Dental Arte destaca o profissional e mostra a importância de dar os primeiros passos em um novo negócio.


Mais informações:

Divulgado por

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com