Negócios em Foco

Inteligência Artificial: dos filmes para o nosso cotidiano


Belo Horizonte 05/06/2019 11h44

Por Claudio Gaspari-especialista em segurança e diretor-presidente da Veotex

A Inteligência Artificial já fez parte de nosso imaginário, por meio dos filmes que fizeram tanto sucesso entre os amantes da ficção científica. Quem não se lembra do clássico Blade Runner, de 1982, dirigido por Ridley Scott? Na obra, Deckard (Harrison Ford), um ex-caçador de androides (chamados de replicantes) que precisa voltar à ativa para encontrar robôs infiltrados em meio aos seres humanos após o motim, e tentam chegar ao seu criador para aumentar o seu período de vida.O filme revela a relação entre os homens e as máquinas, que adquirem comportamentos humanos capazes de enganar até os mais experientes caçadores.

Outro filme, do final dos anos 1990, também sucesso de bilheteria no mundo todo, é Matrix. Na obra, vemos Keanu Reeves (o hacker Neo) descobrindo que o mundo em que vive não passa de uma simulação de computador. E quem são os responsáveis por tudo isso? As máquinas! Tudo por causa da Inteligência Artificial.

Pois é, saímos dos filmes de ficção direto para o Século XXI. A Inteligência Artificial já é uma realidade, claro que no Brasil ainda estamos no início, mas esse avanço tecnológico não tem volta. A inteligência artificial ou IA é a capacidade da máquina imitar algumas características humanas, como a percepção visual, reconhecimento de fala, tomada de decisão e tradução de idiomas.

Na segurança eletrônica, setor com um faturamento de R$ 6,52 bilhões no Brasil em 2018, alta de 8% em relação a 2017, novas tecnologias já usam a Inteligência Artificial permitindo funcionalidades como leituras de placas, identificação de situações de perigo, cruzamento de dados em tempo real, reconhecimento facial e de características físicas.

O uso de sistemas inteligentes é uma das principais apostas desse mercado que não vê crise, mas sim muitos investimentos por parte das empresas e crescimento ano após ano.

O grande alavancador desse crescimento contínuo do mercado de segurança eletrônica é a melhoria da relação de custo x benefício dos sistemas, que vem sistematicamente se tornando cada dia mais baratos, juntamente com o aumento exponencial de suas capacidades que permitem cada vez mais um uso mais racional da mão de obra na área de segurança. Essa mão de obra vem sendo sistematicamente reduzida, quando grande parte de suas atividades rotineiras são absorvidas por sistemas baseados em inteligência artificial.

Cada vez mais se investe na interação de tecnologias, aumentando as possibilidades de sua aplicação na área de segurança. As “learning machines”- máquinas que aprendem o comportamento das pessoas, cruzamentos de informação (big data) e a Inteligência Artificial são só alguns dos recursos que podem ser usados em conjunto para aprimorar as soluções em segurança. O futuro já chegou!!

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com