Negócios em Foco

Estudo mostra que os Millennials consomem mais consórcios e destaca o crescimento dos Baby Boomers na adesão digital


São Paulo 27/07/2020 18h31

Estudo mostra que os Millennials consomem mais consórcios e destaca o crescimento dos Baby Boomers na adesão digital

Millennials consomem mais consórcios - Melpomene

São Paulo, julho de 2020 - Um estudo sobre o comportamento das gerações que mais têm adquirido cotas de consórcio aponta que a Geração Y (Millennials) predomina nos três segmentos (Auto, Imóvel e Serviços). No entanto, a geração Baby Boomer é bem atuante no setor, o que demonstra que as pessoas 60+ estão consumindo mais, mesmo quando se trata de um serviço financeiro digital. O levantamento foi feito pelo UP Consórcios, fintech de inovação da Embracon e primeiro consórcio 100% digital do Brasil.

De acordo com o estudo, a geração Y lidera em todos os setores, representando 49% das compras de cotas de Autos, 50% de Imóveis e 56% de Serviços. Por ser a geração da inovação e da experiência, está disposta a investir na conquista dos seus objetivos com planejamento e segurança. Já a Z, conhecida como imediatista, mas com cada vez mais interesse por planejamento financeiro, não têm paciência de esperar e geralmente ofertam lance para antecipar a contemplação.

Na geração X, a compra por consórcios de Imóveis tem maior representatividade: 31%. Embora tenha sido precursora do avanço tecnológico, não costuma ousar, mas tem uma ótima representatividade como cliente de consórcios, justamente porque o setor oferece a segurança que eles precisam sentir em tudo o que fazem. É uma geração que não gosta de correr riscos, mas sim, ter estabilidade em todos os setores da vida.

E, finalmente, a geração Baby Boomer que, quando falamos de digital, merece toda a atenção. Essas pessoas ultrapassaram a geração Z na aquisição de consórcios e mostram interesse maior na aquisição de Imóveis, com 13% das cotas. Adeptos de uma vida mais conservadora (casar, ter filhos, comprar uma casa própria, um carro, ter um emprego estável e bons momentos de lazer), fazem do consórcio um excelente meio de conquistar bens e serviços.

“Embora o UP tenha um perfil mais jovem, digital e moderninho, é interessante ver a geração Baby Boomer crescer em participação a cada dia em um consórcio 100% digital. Sabemos que os “mais experientes” procuram cada vez mais independência digital e contam com recursos para facilitar o dia-a-dia, então saber que oferecemos um produto acessível para esse público nos mostra que estamos no caminho certo, afinal, acreditamos que inovação e tecnologia devem ser pensadas para todos”, afirma Lorelay Lopes, head de Negócios do UP Consórcios.

Falando ainda sobre a Baby Boomer, segundo levantamento feito pela Economist Intelligence Unit, apenas 30% das empresas planejam ações focadas no cliente 60+, cenário que deve ser bastante alterado agora, após a pandemia do novo coronavírus, que ascende a necessidade das companhias se prepararem cada vez mais para atender novos hábitos do consumidor em geral, incluindo a população sênior, que faz cada vez mais uso da tecnologia.

Um mapeamento da ilegra, empresa global de design, inovação e software, sobre o relacionamento do público sênior com a tecnologia - principalmente no setor de finanças - apontou que, apesar de tímidas, o Brasil têm iniciativas promissoras no setor. “É possível facilitar o uso de aplicativos e soluções digitais de bancos e empresas do ramo financeiro, tornando o sênior hábil para fazer suas transações e pagamentos sem ter que se deslocar até uma agência ou depender de outra pessoal”, pontua Caroline Capitani, VP da ilegra.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com