Negócios em Foco

13º durante a pandemia: crédito empresarial de antecipação de recebíveis é opção para as empresas


Florianópolis 22/12/2020 11h52

O ticket médio de cada operação é de cerca de R$ 48,6 mil

Business em alta - Divulgação

A paralisação completa ou parcial das atividades causada pelo covid-19 trouxe um efeito econômico negativo para muitos negócios em todo o mundo. Esse impacto pode ser sentido ainda mais no final de ano, quando as empresas precisam arcar com custos como o décimo terceiro dos colaboradores, além compromissos usuais, como folha de pagamento e capital de giro. Segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o efeito econômico gerado pela pandemia é maior do que a crise financeira de 2008. A OCDE calcula que cada mês de quarentena tenha causado uma perda de 2 pontos percentuais no crescimento anual do PIB.

Diante desse cenário, cresce a procura por crédito para pequenas e médias empresas. Para sobreviver durante a crise, o crédito empresarial de antecipação de recebíveis é uma estratégia que beneficia as PME’s, que buscam fugir de juros abusivos ou negativas dos grandes bancos. Segundo Maurício Rodrigues, CEO da Openbox.ai, o principal benefício dessa modalidade de crédito é a empresa ter a possibilidade de receber um valor que já seria pago a ela de qualquer forma: não se trata de um capital emprestado, somente antecipado.

Afinal, de acordo com um levantamento do Sebrae, seis em cada dez donos de pequenos negócios que buscaram crédito no sistema financeiro, desde o começo da quarentena, tiveram seus pedidos negados. É aí que entra o fomento comercial oferecido pelas fintechs de antecipação de recebíveis: na prática, as empresas conseguem receber de forma antecipada os valores referentes a vendas parceladas, que só seriam pagas posteriormente. São vendas realizadas a prazo, no cartão, em carnê ou em cheque, e os valores em duplicatas - o processo também é conhecido como desconto de duplicatas.

Apenas em 2019, 25 empresas com esse propósito foram atendidas na fintech gerenciada por Rodrigues, girando cerca de R$ 2.7 milhões. Em 2020, as expectativas são de R$ 5 milhões.

Vantagens que o mercado de fintechs oferece para PME’s

Por tratar-se de uma operação com menor risco, as taxas de deságio da antecipação de recebíveis são normalmente inferiores aos juros pagos na contratação de empréstimos em instituições financeiras.

Outro ponto importante: como a antecipação de recebíveis é responsável por reforçar o fluxo de caixa das empresas, estas podem negociar condições mais atrativas com os seus fornecedores, melhorando assim os seus resultados. Ainda, a desburocratização dos processos financeiros é um dos pontos mais importantes em toda a jornada de uma fintech, ou seja, facilitar os processos da gestão financeira de uma empresa.

A maior proximidade com o cliente também é outro ponto-chave: por se tratar de um negócio dependente da tecnologia, problemas na jornada do usuário são resolvidos com a expertise de UX (user experience). Isso evita ligações longas e errôneas, filas intermináveis de atendimento e até mesmo a falta de resposta, muitas vezes ocorridas nos serviços tradicionais.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com