Negócios em Foco

EDP conclui linhas de transmissão e subestação de energia no Maranhão com 12 meses de antecedência


São Paulo 20/08/2020 10h25

Com 203 quilômetros de extensão, empreendimento recebeu investimento de R$ 182 milhões e beneficiará regiões nordeste do Maranhão e noroeste do Piauí

Divulgação EDP

A EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico brasileiro, concluiu as obras da linha de transmissão (LT) de 230 KV – SE Miranda II/SE Chapadinha II, que integra o Lote 11 do Leilão Aneel n.º 005/2016. Com isso, a Companhia antecipou em 12 meses o início de operação deste trecho do empreendimento.

O Lote 11 é composto de duas linhas de transmissão que totalizam 203 quilômetros de extensão. O primeiro trecho, a LT de 230 KV - SE Coelho Neto/SE Chapadinha II, com 74 quilômetros de extensão, já estava em operação comercial desde janeiro deste ano, com 19 meses de antecipação em relação ao calendário da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O projeto, que ainda contemplou a ampliação das subestações de energia de Miranda do Norte e Coelho Neto, recebeu investimento de R$ 182 milhões e gerou 1.100 empregos diretos durante a construção.

Com a conclusão do Lote 11, a EDP mantém seu histórico de entregas antecipadas frente ao calendário estipulado pela Aneel. Para isso, a companhia contou com o conhecimento e excelência na entrega de grandes projetos e com sua experiência na área das redes reguladas, na qual o Grupo concentra, atualmente, a maioria dos seus investimentos de crescimento. Também merecem destaque o comprometimento dos fornecedores envolvidos, o rigoroso acompanhamento do cronograma e a competente condução do processo de licenciamento ambiental pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais do Maranhão (Sema).

O Lote 11 beneficia os municípios de Miranda do Norte, Matão do Norte, Cantanhede, Pirapemas, Vargem Grande, Chapadinha e Coelho Neto, buscando a melhoria do suprimento de energia elétrica nas regiões nordeste do Maranhão e noroeste do Piauí.

“A conclusão do Lote 11 consolida a trajetória de excelência da EDP na entrega de grandes projetos. É uma obra que reforça a confiabilidade do sistema elétrico nacional e representa uma infraestrutura fundamental para estimular cada vez mais o desenvolvimento econômico do Nordeste brasileiro”, destaca Luiz Otávio Henriques, vice-presidente de Geração, Transmissão e Comercialização da EDP.

Ainda no Maranhão, a EDP também é responsável pela implementação de outro projeto de Transmissão, o Lote 7 do Leilão Aneel n.º 005/2016, que recebeu licença de instalação em julho de 2019. Arrematado em 2016, o lote 7 é composto por 127 quilômetros de linhas e de uma nova subestação de energia em São Luís (SE São Luís IV). Neste caso, o projeto tem como objetivo aumentar o suprimento de energia elétrica no norte do Estado, em especial da região metropolitana de São Luís.

Investimentos em Transmissão

A EDP já investiu R$ 2,7 bilhões em obras e projetos de Transmissão. Serão R$ 3,8 bilhões até 2022 para a construção de mais de 1,4 mil quilômetros de linhas e de seis subestações nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Maranhão e Espírito Santo.

Em outubro de 2019, a EDP Transmissão Aliança SC, empresa constituída pela EDP Brasil e pela Celesc, recebeu do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) a Licença de Instalação (LI) para iniciar a última etapa das obras do Lote 21, entre os municípios de Abdon Batista, Campos Novos e Siderópolis e Forquilhinha. Orçado em R$ 1,2 bilhão de reais, o empreendimento inclui 433 quilômetros de linhas de transmissão, a subestação Siderópolis II e 991 torres ao longo do traçado. No mesmo mês, a EDP já havia recebido, por meio da sua subsidiária EDP Transmissão SP-MG, a Licença de Instalação para a construção do Lote 18, que inclui 375 quilômetros de linhas e duas subestações que atravessam 29 municípios entre os estados de São Paulo e Minas Gerais. Com um investimento de R$ 1,3 bilhão de reais, a construção do lote 18 deve gerar 3.500 empregos no pico de suas obras.

No fim de 2018, a EDP concluiu a construção do lote 24, no Espírito Santo, com 20 meses de antecipação. O empreendimento compreende 113 quilômetros de linha entre os municípios de Linhares e São Mateus, no norte capixaba, além da subestação São Mateus II. O investimento total para a implantação dos ativos foi de R$ 116 milhões.

Sobre a EDP no Brasil

Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A Companhia, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e terceirizados, atua em Geração, Distribuição, Transmissão, Comercialização e Serviços de Energia. Possui seis unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica, e atende cerca de 3,5 milhões de clientes pelas suas Distribuidoras em São Paulo e no Espírito Santo, além de ser a principal acionista da CELESC, em Santa Catarina. No Brasil, é referência em áreas como Inovação, Governança e Sustentabilidade, estando há 14 anos consecutivos no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da B3.

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com