Negócios em Foco

Mulher: 12 dicas para diminuir a dor nas costas


07/03/2019 14h17

Mulheres com mamas volumosas podem acelerar o processo degenerativo da coluna e aumentar a incidência de quadros dolorosos

DINO

A postura adequada nas tarefas diárias é a primeira providência que deve ser tomada por qualquer pessoa para prevenir a dor nas costas, hoje a principal causa de afastamentos do trabalho no Brasil. E é justamente na execução dos serviços profissionais que são gerados alguns dos maiores problemas de postura. No caso da mulher com seios grandes, há uma tendência natural de curvar o corpo para a frente e essa postura gera uma sobrecarga nas estruturas que sustentam a coluna. É essa "má postura" que vai alterar a ação dos músculos sobre as articulações e as vértebras. " As mulheres com mamas volumosas costumam se debruçar e, para que mantenham o olhar horizontal, o pescoço tende a acompanhar esse movimento pressionando muito toda a estrutura da região da coluna junto a cabeça. Há uma sobrecarga das pequenas articulações da coluna cervical provocando a dor", afirma o ortopedista Maurício Marteleto, especialista em coluna.

A coluna vertebral possui 4 curvaturas: cervical, torácica, lombar e sacral. Elas se equilibram para se ajustar aos movimentos normais da coluna. Com os seis volumosos, há um desgaste maior e uma desarmonia entre as curvaturas que pode acelerar o processo de desgaste natural das vértebras. Essas pacientes costumam desenvolver lordose cervical, cifose torácica e a curvatura lombar, que é uma lordose também, podendo até causar a hérnia de disco. Mesmo a coluna lombar, que fica distante das mamas, sofre as consequências dessa alteração postural e o aumento no sobrepeso na parte inferior do tórax vai exigir da mulher um esforço para manter-se na posição correta. "Funciona como um guindaste que demanda força para segurar uma estrutura. Isso gera um esforço contínuo e a lesão. As dores nas costas são uma consequência desse processo que leva à deformidades na coluna vertebral", afirma o médico.

O diagnóstico de problemas na coluna decorrentes das mamas grandes deve ser feito com exames de imagem. A análise visa confirmar o relato das dores das pacientes, apontar o local exato da causa da dor e a dimensão do problema para se definir a forma de tratamento. Segundo o especialista, a cirurgia de redução de mama não corrige automaticamente os problemas gerados na coluna. "Apesar da redução do peso já trazer melhorias é preciso haver um processo de readequação da postura e a ação de uma equipe multidisciplinar, ortopedistas, fisiatras, fisioterapeutas, profissionais de educação física, entre outros, para auxiliar a paciente no tratamento e a melhora dos quadros dolorosos", afirma Marteleto.


Seios grandes: o que é preciso para manter a coluna na posição adequada

-Os músculos devem ser tensionados naturalmente, sem sobrecarga adicional.

-Exercícios específicos fortalecem os músculos posteriores das costas e o músculo Transverso abdominal, que é mais profundo e faz parte do abdômen e das costas.

-No trabalho, adote posturas ergonômicas.

-Não se debruce cobre o computador.

-Mantenha as costas encostadas no espaldar da cadeira

-Deixe os pés apoiados no chão a 90 graus do joelho.

-Os cotovelos devem ficar apoiados sobre a mesa

-Ao dormir deite com as costas retas no colchão e a barriga para cima.

-O pescoço deve ficar apenas apoiado no travesseiro sem erguer demais a cervical ou flexionar a cabeça para baixo.

-Cuide para que o travesseiro fique junto ao ombro para que apoie a cabeça e a coluna cervical.

-Não cruze as pernas ao deitar porque essa posição tensiona grupos musculares que levam a um quadro doloroso.

-Mantenha os braços junto ao corpo com a palma da mão virada pra baixo, caso contrário você pode acordar até com o nervo do braço dormente ou paralisado.


Mais informações:

Divulgado por

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com