Negócios em Foco

Evento reúne especialistas para discutir o futuro do setor de Comunicação e Relações Públicas


São Paulo 17/07/2020 13h09

Realizado pelo projeto Circuito RP, evento reúne 22 especialistas das principais empresas do mercado para discutir os rumos e tendências do setor durante encontro online e gratuito

O futuro do setor de comunicação e relações públicas é o tema que norteará, de 27 a 31 de julho, o congresso online RPCon 2020 que terá a participação de 22 profissionais de algumas das principais empresas e marcas do mercado. O evento terá cinco painéis sobre temas como construção de marcas, comunicação corporativa, influência digital, a tecnologia, entre outros assuntos.

O evento é uma realização do Circuito RP com transmissão online e gratuito. Entre os palestrantes estão nomes como Erica Firmo (LinkedIn), Lorena Loiola (SambaTech), David Grinberg (MC Donalds), Pedro Alves (Mastercard), Itaú (Leandro Modé), entre outros profissionais convidados.

“A pandemia traz novos desafios e muitas oportunidades para o setor de comunicação e relações públicas. Com o congresso buscamos enfrentar esse debate de forma virtual, mais ampla possível. Será um momento de reunir o mercado para temas atuais e relevante e gerar muito valor”, ressalta Lorena Loiola, idealizadora do projeto e uma das palestrantes do evento.

Diretamente de suas casas, os profissionais convidados compartilharão com os inscritos um pouco sobre suas rotinas de trabalho e impressões acerca dos impactos do momento atual no futuro da indústria da comunicação e de relações públicas.

O evento tem como objetivo disseminar ideias e compartilhar experiências inspiradoras para gerar discussões profundas e reflexões entre os participantes.

Os interessados têm de se cadastrar antes pelo site: rpcon2020.com. A inscrição dá direito ao acesso a todos os dias do evento.

CENÁRIO

Segundo o estudo The Holmes Report, especializado em empresas do segmento, a indústria global de relações públicas movimentou cerca de US$ 12,3 bilhões em receitas em 2018.

No Brasil, o setor também é impulsionado pela presença de grupos internacionais, como o Omnicom, grupo WPP, Edelman, dentro outros. O grupo FSB é a mais bem colocada entre as brasileiras em relatórios internacionais e conta com capital 100% brasileiro.

Para a pós-doutora em marcas e influência, Carolina Terra, uma das palestrantes do evento, os relações-públicas são profissionais preparados e essenciais devido a sua formação interdisciplinar, criatividade e senso crítico. "As Relações Públicas nunca foram tão necessárias, principalmente nesse momento que estamos vivendo. A necessidade por conta de relacionamento e de transparência por partes das organizações, além de traçar estratégias de relacionamentos com os públicos. Assim, tornando a nossa atividade ainda mais as meninas dos. Então, cada vez mais, atuaremos como agentes para gerir a imagem, reputação e estabelecer relacionamentos legítimos numa sociedade em constante transformação", avalia.

São cerca de 1.500 agências espalhadas pelo país, segundo o Anuário da Comunicação Corporativa 2020. São Paulo é o grande mercado, com um total de 875 agências.

PALESTRANTES

David Grinberg, vice-presidente de Comunicação Corporativa no MCDonalds; Isabella Rizzo, vice-presidente de Marketing e P&D Latam na Kraft Heinz; Marcela Cerda, gerente de Comunicação Corporativa na MARS; Lorena Loiola, Relações Públicas na SambaTech; Leandro Modé, Head de Comunicação Corporativa e Relações Governamentais no Itaú; Pedro Alves, diretor de Comunicação na MasterCard Brasil e Cone Sul; Erica Firmo, gerente de Comunicação LATAM, Espanha e Portugual no LinkedIn; Paulo Pimenta, diretor da BPMCOM; Ana Clara Matos, Analista de Marketing na SGA Tecnologia; Bárbara Campos, Community Manager na Mirum; Adriana Testa, Head de Comunicação e Marketing na Arbyte; Ariane Feijó, diretora da Otimifica; Leandro Simões, analista de comunicação na FSB Comunicação; Renata Zveibel, fundadora da prable.co; Isabella Martins, Gerente de Relações com Investidores na Verde Agritech; Carolina Terra, professora e pesquisadora na Cásper Líbero; Patrícia Meirelles, Influencer e Youtube; Natália Oliveira, produtora de conteúdo na FRIENDS; Matheus Rabelo, analista de planejamento e SEO na Rock Content; Florilson Santana, professor e analista de performance digital na LeBiscuit; Amanda Takassiki, fundadora do coletivo Todo Mundo Precisa de um RP; e Guilherme ALF, fundador do ALF.NC.

ATUAÇÃO DO RELAÇÕES-PÚBLICAS

O profissional de relações-públicas (RP) está capacitado para assumir responsabilidades de construir, promover e preservar a boa imagem e reputação de uma marca, seja ela empresarial ou pessoal, bem como desenvolver bons relacionamentos entre a marca e os seus públicos. Seu trabalho é voltado tanto para o público externo (clientes e fornecedores) quanto para o interno (funcionários).

Para estar habilitado para atuar é necessário fazer o curso de Relações Públicas. Trata-se de uma graduação de nível superior que faz parte da Comunicação Social. A graduação dura, em média, quatro anos e é da modalidade do tipo bacharelado.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com