Negócios em Foco

Dicas para pedir um empréstimo pessoal


São Paulo - SP 29/06/2020 18h11

Medidas simples podem ajudar na decisão pela melhor e mais segura opção

Medidas simples podem ajudar na decisão pela melhor e mais segura opção - Pixabay

Em um cenário de redução da renda, boa parte dos consumidores acaba recorrendo ao empréstimo pessoal para tentar manter as finanças em dia, tentando equilibrar as contas enquanto a situação não ameniza.

O aumento das demissões, suspensões de contratos e redução nas jornadas de trabalho e remuneração já afetaram 53,5% das famílias brasileiras desde o início da pandemia e, consequentemente, agravaram a crise econômica. Os dados são da pesquisa do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas – IBRE FGV sobre efeito da COVID-19, que envolveu mais de 2.500 empresas e 1.300 consumidores e foi realizada na primeira quinzena de maio.

Ao olhar para as opções de empréstimos disponíveis no mercado, o consumidor pode ficar em dúvida sobre qual escolher e o que levar em consideração antes de tomar uma decisão. Marcelo Ramalho, CEO da Lendico, uma das maiores fintechs de empréstimo pessoal online do país, sugeriu algumas dicas que podem ajudar a fazer a melhor e a mais segura escolha, e que podem tornar a busca do cliente por um empréstimo mais favorável.

Confira:

1. Analise a sua real situação financeira

Antes de decidir por um empréstimo, avalie a sua real situação financeira. Considere se o valor do empréstimo é adequado para a demanda, em quantas vezes pretende pagar e se as parcelas realmente caberão no orçamento. “É importante incluir o valor das parcelas no orçamento mensal, levando em conta todas as despesas já existentes, para que o acúmulo de parcelamentos não comprometa sua saúde financeira”, recomenda Marcelo Ramalho, CEO da Lendico.

“O objetivo é evitar que a renda seja insuficiente para cumprir todos os compromissos e que o empréstimo impacte negativamente no bolso do tomador”, completa o executivo.

2. Faça simulações e pesquise as melhores taxas

Uma das grandes vantagens do empréstimo pessoal online é a possibilidade de fazer simulações quanto ao valor que será pedido, número de parcelas e taxas cobradas. Assim, é importante considerar que não basta o valor da parcela caber no orçamento, mas também verificar se a taxa de juros é competitiva e olhar para o Custo Efetivo Total (CET).

O CET, sigla ainda pouco familiar para boa parte dos brasileiros, nada mais é do que o custo total do valor tomado e envolve encargos, tributos, taxas e demais despesas de um empréstimo. “Quando falamos em taxas, por terem estruturas enxutas e usarem muito a tecnologia em suas operações, as fintechs oferecem taxas cada vez mais competitivas e menores do que as praticadas por instituições financeiras tradicionais”, explica Ramalho.

3. Cuidado com as fraudes

Mesmo com todos os alertas, ainda são muito comuns notícias sobre golpes e fraudes envolvendo pessoas que buscam por empréstimos pessoais. Por isso, é importante levantar informações sobre a instituição financeira escolhida para o empréstimo, que deve ser séria e comprometida com o atendimento de seus clientes. E desconfie de taxas muito abaixo das praticadas pelo mercado ou empréstimos com valores muito superiores à sua renda.

4. Não compartilhe números de documentos nas redes sociais

Em tempos de transações online, muitos consumidores acabam se descuidando de seus dados pessoais e compartilhando informações em ambientes não recomendados, como nos comentários das páginas das redes sociais das instituições financeiras. Vale destacar que, no caso das fintechs de empréstimos online, toda documentação solicitada deve ser enviada pelo site da empresa, que é seguro e protegido.

“Nunca disponibilize dados, como CPF, RG ou número do telefone em locais onde as informações estão visíveis para todos. Cuidar dos seus dados é um importante passo para evitar fraudes e golpes”, aconselha o CEO da Lendico.

5. Nunca faça um depósito antecipado

Ao fechar uma operação de crédito com uma instituição, desconfie se for solicitado algum pagamento antecipado, mesmo que seja um valor simbólico para liberação do recurso. Empresas idôneas e que operam de acordo com a legislação não pedem qualquer valor antecipado. Desconfie e denuncie.

6. Use seu empréstimo com consciência

A tomada de um empréstimo pode significar um novo momento na vida de uma pessoa, principalmente em momentos de crise econômica. A entrada de um dinheiro extra e com melhores condições de pagamento costuma ser uma oportunidade para organizar as finanças pessoais. “Faça uso desta importante ferramenta com bom senso e muito cuidado”, finaliza.


Mais informações:

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com