Negócios em Foco

Inteligência artificial a favor do licenciamento ambiental


Belo Horizonte, Minas Gerais. 03/06/2019 10h11

Agilidade nos estudos e na análise de processos de licenciamento ambiental com o auxílio da tecnologia é tendência para otimização do setor

SILAS (Sistema de Licenciamento Ambiental Online) - DINO

O uso da inteligência artificial está revolucionando vários setores da economia e potencializando o surgimento de novos formatos de negócio, mais inovadores e competitivos. São inúmeros softwares, aplicativos e até mesmo "robôs sensíveis", impactando diariamente pessoas e empresas.

Quando se pensa em processos administrativos burocráticos, como o licenciamento ambiental , o modelo atual ainda envolve muitos documentos físicos e certa morosidade para análise. No Brasil, o tempo transcorrido até a obtenção de uma licença ambiental pode chegar a inviabilizar um empreendimento. Uma das causas é a falta de uma gestão automatizada.

Pensando nisso, uma empresa de consultoria de Belo Horizonte, a Trilho Ambiental , uniu-se a uma fábrica de software para montar um sistema de licenciamento ambiental online. O programa utiliza a inteligência artificial a favor do licenciamento, buscando dar agilidade ao processo e permitir maior transparência e facilidade no acesso às informações, tanto para o empreendedor quanto para a sociedade.

O sistema de licenciamento ambiental online, batizado de SILAS, além de substituir os processos físicos, contempla todas as perguntas de critério locacional relevantes, permitindo assim uma análise prévia das restrições ambientais, auxiliando a busca de alternativas locacionais que otimizem a redução de impactos e o atendimento aos critérios técnicos para o desenvolvimento de um empreendimento. O SILAS também agiliza a comunicação com os órgãos ambientais, fazendo a ponte entre o empreendedor e o técnico que irá analisar o processo.

Atualmente, o Estado de Minas Gerais analisa a maior parte dos processos de licenciamento ambiental em andamento. Entretanto, alguns municípios já estão adquirindo competência para licenciar . É mais uma forma de agilizar o procedimento, visto que existe um déficit de servidores nos órgãos ambientais.

Ao assumir o licenciamento ambiental, o município passa a ter condições de gerir os empreendimentos no seu território, além de poder controlar melhor o recebimento de denúncias e dar agilidade às ações de fiscalização. Também existe o benefício financeiro, pois a arrecadação de recursos através de taxas e multas vai diretamente para os cofres públicos municipais.

A digitalização do processo de licenciamento ambiental é demanda em todas as esferas que o analisam: federal, estadual e municipal. Iniciativas que utilizam a inteligência artificial e o aprendizado de máquina a favor do licenciamento, deixaram de ser invenção do futuro para virar o presente e otimizar a regularização ambiental no país.


Mais informações:

Divulgado por

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com