Negócios em Foco

Cresce a procura por tratamentos estéticos no inverno no Brasil


Brasília 02/07/2019 14h30

O aparelho Emsculpt gera um campo eletromagnético de alta intensidade, capaz de gerar cerca de 20 mil contrações nas regiões do abdômen e glúteos

O mercado de beleza nunca para de crescer no Brasil. Segundo dados divulgados recentemente pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), as perspectivas de crescimento para 2019 são de 1,5% a 2% em comparação ao ano passado, quando o setor movimentou R$47,5 bilhões. A partir desse cenário, é no inverno que o número de tratamentos estéticos realizados também aumenta, por diversos fatores: temperaturas mais amenas e como consequência, recuperação mais rápida, além da pausa para as férias e o dinheiro a mais no bolso.

Por isso, para quem quer aproveitar o período para apostar em um corpo perfeito, a hora é agora. E uma das tecnologias que acaba de chegar recentemente no Brasil é o Emsculpt. O aparelho garante reduzir gordura, hipertrofia e hiperplasia muscular, ou seja, traz definição e cria músculos, em apenas quatro sessões, de 30 minutos.

Cíntia Rocha, sócia da clínica LC Dermatologia, aponta que os resultados começam a aparecer em até 15 dias após a última sessão. "O Emsculpt gera um campo eletromagnético de alta intensidade, capaz de gerar cerca de 20 mil contrações extremamente potentes. Por isso, ele promove hipertrofia e hiperplasia muscular", explica a médica responsável pela chegada do equipamento em Brasília. 

De acordo com a especialista, esses campos eletromagnéticos agem profundamente nos músculos da região tratada. Mas, ela pondera que o tratamento não substitui a atividade física, pelo contrário, fortalece o corpo para os treinos. “Há um ganho funcional, de postura e trabalho do Core, que são 29 pares de músculos que suportam e estabilizam a bacia, a pélvis, o abdômen e o coração”, afirma.

No Brasil, nomes como Bruna Marquezine, Alessandra Ambrosio e Yasmin Brunet, dentre outros famosos, já testaram e aprovaram a novidade, com relatos em suas redes sociais. Por ora, os músculos dos glúteos e abdômen podem ser trabalhados, mas em breve chegarão ao Brasil os aplicadores para bíceps, tríceps, panturrilhas e coxas.

Como o Emsculpt funciona?

A especialista explica que essa é uma tecnologia com foco na criação e definição de músculos, por isso, é destinada a pessoas magras ou pouco acima do peso. O equipamento conta com dois aplicadores que são posicionadas no abdômen ou glúteo do paciente, proporcionando redução de gordura abdominal e a famosa “levantada” no bumbum. “É o único mecanismo que proporciona lifting de bumbum sem cirurgia”, pontua.

Segundo ela não há restrição de idade para fazer o tratamento, nem efeitos colaterais. “Grávidas, pacientes oncológicos e pessoas com algum tipo de metal no corpo não podem usar o Emsculpt”, finaliza.

 


Mais informações:

Divulgado por

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com