Negócios em Foco

Médico Brasileiro fala sobre o uso da ultrassonografia no tratamento da dor durante encontro mundial na Hungria


29/08/2019 15h43

O Dr. André Mansano, médico intervencionista em dor, é um dos 95 médicos no mundo certificados pelo WIP (World Institute Of Pain)

DINO

O ultrassom está conquistando espaço mundialmente devido ao seu menor custo em relação a outros métodos diagnósticos, por não ter contraindicações e pela rapidez na execução do exame. A Ultrassonografia é uma importante ferramenta para o diagnóstico de diferentes tipos de dor e também para guiar procedimentos minimamente invasivos. Neste caso, o médico usa as imagens de ultrassom para definir com maior precisão o local onde realizará a intervenção, por exemplo, identificando o ponto onde será inserida a agulha. Exemplos de procedimentos que podem ser guiados por Ultrassom são os bloqueios de nervos periféricos, as infiltrações de articulações, a radiofrequência de nervos periféricos, a hidrodisseccção e a radiofrequência resfriada de joelho, dentre muitos outros. "Uma vantagem do uso do ultrassom é a sua capacidade de proporcionar um diagnóstico mais preciso e rápido. Além disso, como não emite radiação, é seguro para ser aplicado em crianças e grávidas. Outra vantagem do equipamento é sua mobilidade, o que permite que seja transportado, quando necessário", explica o Dr. André Mansano.

O médico brasileiro é um dos convidados da 24ª Conferência e Workshop Anual Interventional Budapest Pain da Gabor Racz. O evento acontece entre os dias 26 e 28 de agosto, em Budapeste, e irá contar com a participação dos maiores especialistas do mundo no tratamento da dor que irão apresentar as mais recentes inovações no campo da medicina intervencionista da dor. A conferência explora tendências em neuromodulação, injeções, medicina regenerativa, neuroplastia, ultrassom, problemas de opiáceos e muito mais. O Dr. André Mansano participará de duas palestras, a primeira no dia 26 de agosto sobre Anatomia ultra-sônica e procedimentos da coluna torácica. A segunda, no dia 28, sobre bloqueios diagnósticos percutâneos: estamos superestimando seu valor?

O Dr. André Mansano volta ao encontro dos especialistas mundiais em Medicina da Dor, um ano depois de receber o CIPS - Certified Interventional Pain Sonologist, certificado conferido pelo Instituto Mundial da Dor - WIP (World Institute of Pain) para médicos que fazem procedimentos guiados por ultrassonografia. Este foi o segundo prêmio conquistado pelo Dr. André Mansano. Anteriormente, ele recebeu o certificado da FIPP (Fellowship of Interventional Pain Practice), título concedido aos profissionais que detenham as habilidades técnicas de um médico intervencionista em dor.

Os Encontros anuais promovidos pelo WIP começaram a ser realizados em Budapeste com o fim da ocupação russa na Hungria e desde então apresentam os principais avanços no tratamento das dores crônicas.


Mais informações:

Divulgado por

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com