Negócios em Foco

Plano de negócios é a chave para abrir uma indústria de laticínios


São Paulo - SP 16/09/2019 17h10

O plano de negócios para abrir uma indústria de laticínios exige uma análise de mercado, que permite ao empreendedor conhecer as oportunidades e os desafios.

DINO

Abrir uma empresa exige bastante esforço por parte do empresário. Além da expertise no setor e de uma ampla visão estratégica de gerenciamento, também é necessário estar atento às normas de segurança, qualidade e do fisco. Especialmente quando se trata de uma indústria de laticínios, cumprir a legislação é indispensável e para isso, o primeiro passo é estabelecer um plano de negócios. Ele será fundamental nas tomadas de decisão, bem como no aprimoramento das ideias.

Um plano de negócios para abrir uma indústria de laticínios exige, como em qualquer outro setor, uma análise minuciosa de mercado. É ela quem vai permitir que o empreendedor conheça bem quais são as oportunidades e desafios. Consumidores, concorrentes, fornecedores e o mercado de vendas são pontos a serem avaliados antes de começar a funcionar. Depois de traçado todo esse estudo, e estando ciente do que é preciso fazer para não ser apenas mais um no mercado, é o momento de planejar quais tecnologias serão implementadas para a produção de leite.

Com as ideias e planos todos colocados à mesa, é o momento de avaliar o investimento que será necessário para que tudo isso saia do papel e se torne concreto. O retorno do investimento e a viabilidade para implantação no negócio também devem constar nessa etapa de planejamento para montar uma indústria de laticínios. Concluída a parte estratégica operacional, chega o momento de destinar um tempo para pensar nas funções que o empreendedor irá desempenhar dentro da empresa e também no investimento que precisa ser feito em departamento pessoal.

O fato de a indústria de laticínios se enquadrar no setor alimentício faz com que fiscalizações sanitárias sejam recorrentes. Isso a obriga a ter em dia o registro e a autorização de funcionamento junto à entidade fiscalizadora de seu Estado subordinada à Secretaria do Estado de Agricultura. Todas essas exigências são fundamentais por questão de saúde. As boas práticas para fabricação de alimentos para o consumo humano são uma das maneiras de garantir a qualidade, sem contar nos requisitos essenciais de higiene. Lembrando que o responsável técnico pela indústria de laticínios precisa ser um médico veterinário ou um químico, desde que inscritos em seus respectivos Conselhos de classe.

Fabricante de mangueiras e mangotes de borracha, a Acflex afirma que na indústria de laticínios o tipo de mangueira utilizado deve ser a de sucção e descarga para produtos alimentícios. "Trata-se de um tubo de borracha sintética resistente à abrasão, intempéries e ozônio, com diversos terminais. Seguindo todas as determinações especificadas para tal finalidade, a mangueira é construída justamente com o intuito de favorecer que os alimentos sejam melhores administrados dentro da empresa", conta. A mangueira é apenas um dos inúmeros itens a serem adquiridos para o perfeito funcionamento da produção, os quais devem ser analisados criteriosamente para que tudo ocorra conforme planejado.

Os impostos também fazem parte da regularização de uma indústria de laticínios. Isso significa que será necessário pagar os tributos de setor de atividade, que envolvem tributos federais, estadual, municipal e contribuição previdenciária. Esses são pontos básicos para abrir uma empresa nesse ramo, mas existem outros para os quais é possível solicitar orientações em órgãos como o Sebrae.


Mais informações:

Divulgado por

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com