Negócios em Foco

Bureau Veritas prepara equipamentos culturais para a reabertura em São Paulo


São Paulo - SP 14/08/2020 14h42

Osesp e Teatro Alfa retomarão suas atividades com o selo Safeguard, certificação de saúde e segurança contra a covid-19

O Grupo Bureau Veritas, líder mundial em Teste, Inspeção e Certificação (TIC), está preparando alguns dos principais equipamentos culturais de São Paulo para a retomada das atividades, quando autorizadas. A Fundação Osesp, que integra a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e a Sala São Paulo, e o Teatro Alfa estão em processo de certificação dos protocolos de limpeza e higiene contra a propagação da covid-19. O selo Safeguard certifica que os centros de arte e cultura adotaram todas as medidas preventivas específicas para o segmento cultural e necessárias para reabrir suas portas com segurança.

“O setor artístico é, naturalmente, aglutinador de pessoas, por isso exige muitas adaptações para oferecer segurança para profissionais e público nesses tempos de pandemia. Os espaços também costumam integrar cafés, lojas e ambientes conexos que exigem igualmente cuidados preventivos”, analisa José Cunha, diretor de Certificação do Bureau Veritas. “Desenvolvemos o Safeguard com base nas orientações sanitárias da OMS, adaptando para cada setor de atividade e para as especificidades culturais de cada local. O Brasil é um país com forte interatividade entre artistas e plateias, assim como já temos o hábito da compra de ingressos pela internet, todas essas características precisam ser avaliadas na hora de definir as recomendações sanitárias”, exemplifica.

“Contar com a consultoria e o processo de certificação Safeguard do Bureau Veritas, para o Protocolo de Segurança Sanitária da Fundação Osesp, é uma afirmação do nosso compromisso com a saúde e a segurança de nossos funcionários e de todo o público que frequenta a Sala São Paulo”, afirma Marcelo Lopes, diretor executivo da Fundação Osesp.

“O Teatro Alfa construiu, ao longo dos seus 22 anos de existência, uma relação muito próxima com o público adulto e infantil, companhias e artistas nacionais e internacionais, técnicos, promotores de eventos e prestadores de serviços que atuam nas artes cênicas. Estar bem preparado para receber adequadamente estas pessoas na reabertura do teatro nos levou a procurar o Bureau Veritas para orientar e certificar se as medidas adequadas estão implantadas. O fato de ser uma certificadora reconhecida internacionalmente contribui para dar segurança e conforto não só para a realização das atrações nacionais como internacionais", diz Elizabeth Machado, superintendente do Teatro Alfa.

O Safeguard avalia medidas de distanciamento social, como assentos vazios entre os ocupados por pessoas que não estão no mesmo grupo e marcações de piso para orientação de onde as pessoas devem ficar para evitar aglomeração em áreas comuns, por exemplo. Intensificação das medidas de higiene para equipes internas, além da limpeza e desinfecção do espaço físico formam outra frente de verificação. Reforço da ventilação natural sempre que possível e manutenção do ar condicionado em períodos menores para garantir a renovação e qualidade do ar também são considerados. Para os clientes que não compraram ingresso antecipadamente ou estão consumindo nas lojas e cafés, é recomendado o pagamento por sistemas contacless para evitar contato com maquininhas de cartão ou manuseio de dinheiro.

Os equipamentos culturais certificados devem expor o selo Safeguard para que os clientes possam verificar, através do QR Code, a validade da certificação e acessar o canal para denúncias do Bureau Veritas no caso de identificação de alguma irregularidade.

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com