Negócios em Foco

LGPD traz segurança para as organizações e para o consumidor


Joinville - SC 28/07/2020 09h25

Freepik

Com o crescimento do uso de tecnologia da informação nos mais diversos setores, aumenta também a preocupação com a segurança, integridade e veracidade destes dados. Atualmente são mais de quatro bilhões de pessoas conectadas virtualmente. Com a pandemia, as pessoas ficam mais tempo em casa e aumentou o número de pessoas trabalhando em sistema de home office. Essa situação gerou um crescimento do uso de sites, o que faz com que os dados pessoais compartilhados sejam maiores. Outro dado é que o número de ataques cibernéticos aumentou em 148% em março. A segurança nunca foi tão importante, principalmente no momento em que as empresas se preparam para atender aos requisitos da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD). A lei reforça a necessidade de criar barreiras contra os crimes cibernéticos. A nova legislação afeta diferentes setores e serviços, e tanto empresas como o governo se tornam responsáveis por bases de dados de usuários. A LGPD vai impor sérias restrições e pode trazer prejuízos às organizações que não se adequarem a ela. Independente do porte ou do segmento de atuação, todas fazem tratamento de dados pessoais de empregados, clientes e fornecedores. Dados, como nome, endereço de e-mail, foto, histórico de compra estão sujeitos às novas regras da LGPD, que se fundamenta em proteger e evitar que se faça o uso indevido de informações pessoais. Muitas empresas, principalmente as de tecnologia, foram construídas a partir de um modelo gratuito, contando com dados coletados para atrair anunciantes. Essas empresas estão se reinventando para se adequar à legislação, em termos de processos com a utilização de técnicas de segurança da informação. Podemos dizer que a LGPD também apresenta oportunidades e pontos positivos para os consumidores e favoráveis à competividade das empresas. As mais preparadas e que se adequarem mais rapidamente a nova lei terão a confiança e a credibilidade dos seus clientes, o que coloca os cursos da área de segurança da informação em alta. As consequências, para as organizações que não se adaptarem, são sanções pecuniárias, proibição de uso de dados nas operações de tratamento, obrigação de eliminação de dados, entre outras. Importante lembrar que a LGPD traz benefícios para as organizações e para os consumidores, que ganham segurança em saber que os dados não vão ser utilizados de forma indiscriminada e sem o seu consentimento. O papel dos profissionais especializados na área de segurança da informação é primordial para analisar e garantir a segurança dos dados das empresas.

Marco Aurélio Prass Goetten Gerente Executivo SESI-SENAI Regional Norte Nordeste

Contato | Anuncie
Copyright © 2020 | Todos os direitos reservados.

Negócios em Foco

Notícias empresariais

Localização
São Paulo - SP, Brasil

E-Mail
redacao@negociosemfoco.com